Repositório Digital

A- A A+

Estudos de fatores ambientais e genéticos que interferem no ganho pré e pós-desmame e estimativas de parâmetros e tendência genética para um rebanho da raça Hereford

.

Estudos de fatores ambientais e genéticos que interferem no ganho pré e pós-desmame e estimativas de parâmetros e tendência genética para um rebanho da raça Hereford

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudos de fatores ambientais e genéticos que interferem no ganho pré e pós-desmame e estimativas de parâmetros e tendência genética para um rebanho da raça Hereford
Outro título Study of environmental factors affecting pre weaning and post weaning gain estimates of genetic parameters and tendencies in one hereford cattle herd
Autor Gusso, Juliana Ellen
Orientador Braccini Neto, José
Co-orientador Barcellos, Julio Otavio Jardim
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia.
Assunto Gado de corte
Gado hereford
Ganho de peso
Meio ambiente
Melhoramento genetico animal
Resumo Foram realizadas análises dos fatores ambientais e genéticos que influenciavam o ganho médio diário pré-desmame (GMDPRE) e ganho médio diário pós-desmame (GMDPOS) de um rebanho da raça Hereford criado no Rio Grande do Sul. Com base nos resultados obtidos por meio de quadrados mínimos, os principais fatores ambientais fixos foram ano e época de nascimento, sexo, grupo de manejo além das covariáveis idade da vaca ao parto (linear e quadrático), data juliana de nascimento (linear e quadrático); data juliana de pesagem ao desmame (linear e quadrático) e pesagem final (linear). O efeito aleatório de touro foi uma fonte de variação genética assim como o efeito de grupo racial, que foi considerado como efeito fixo. Os parâmetros genéticos foram obtidos por meio de estimativas dos componentes de variância em análises uni e bicaracterística pelo método da máxima verossimilhança restrita livre de derivadas. A herdabilidade direta foi de 0,40 e 0,18 para GMDPRE e GMDPOS, respectivamente; a herdabilidade materna foi de 0,13; a correlação direto-materna foi de –0,74 e o componente de ambiente permanente da vaca foi de 0,16 para GMDPRE. A correlação genética aditiva entre as duas características foi 0,13 e a correlação fenotípica foi –0,23. Os coeficientes das tendências genéticas diretas anuais dos touros e vacas obtidas pela regressão ponderada da diferença esperada na progênie (DEPs) sobre o ano de nascimento de suas progênies foram 0,0001 e 0,0005 kg/ano e 0,00001 e 0,0001 kg/ano, para touros e vacas, para GMDPRE e GMDPOS, respectivamente. Os coeficientes de regressão obtidos pelos valores genéticos ponderados pelo número de pais usados a cada ano foram da magnitude de 0,0011 e 0,0002 kg/ano para GMDPRE e GMDPOS, representando uma taxa de mudança genética anual em torno de 0,20 e 0,07% da média fenotípica. Os touros apresentaram progresso inferior ao das vacas para ambas as características. A importante influência da mãe sobre o crescimento dos bezerros pode ter dirigido a seleção com ênfase no período pré-desmame. Além disso, influências ambientais podem estar prejudicando a identificação de touros melhoradores em ambas as fases, provocando sucessivos retrocessos em suas DEPs.
Abstract Analysis of environmental and genetic factors influencing the average preweaning (PREAVG) and post-weaning daily gain (POSAVG) were carried out in one Hereford cattle herd raised in Rio Grande do Sul state. Environmental sources of variation were obtained by using the least square method. The main environmental significant fixed factors were: year and season of birth, sex, management group, besides the covariates age of dam at calving (linear and quadratic), julian birth date (linear and quadratic); julian date of weightings at weaning (linear and quadratic) and at yearling (linear). Random sire effect was a genetic source of variation, as well fixed effect of breed. Genetic parameters were obtained from variance components estimates through multiple trait derivative free maximum likelihood algorithm – MTDFREML, using uni and bivariate analysis. Direct heritabilities of 0,40 and 0,18 were predicted for PREAVG e POSAVG, respectively. Maternal heritability was 0,13; directmaternal genetic correlation was –0,74; and permanent environmental maternal variance was 0,16 for trait PREAVG. The additive genetic correlation of the traits was 0,13 while the phenotypic correlation was –0,23. Annual genetic trends coefficients obtained by weighted regression of expected progeny difference (EPD) on progenies year of birth were 0,0001 and 0,0005 kg/year and 0,00001 e 0,0001 kg/year, for sires and dams, for PREAVG and POSAVG, respectively. Weighted by number of selected parents coefficients of regression of breeding values was 0,011 e 0,0002 kg/year for PREAVG e POSAVG. This represented 0,20 e 0,07% of genetic change upon the phenotypic mean for these traits. Sires presented worse performance than dams for both traits. The important maternal role on growth of the progeny may have been ruled selection with emphasis at the pre-weaning period. In addition, environmental influences may be affecting the identification of sires, causing successive declines on their EPDs.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/7884
Arquivos Descrição Formato
000559692.pdf (407.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.