Repositório Digital

A- A A+

Relações entre respiração bucal e alto rendimento atlético : uma revisão de literatura

.

Relações entre respiração bucal e alto rendimento atlético : uma revisão de literatura

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Relações entre respiração bucal e alto rendimento atlético : uma revisão de literatura
Outro título Relationship between oral breathing and high athletic performance : a literature review
Autor Kayser, Eduardo Guaragna
Orientador Burzlaff, João Batista
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Odontologia.
Assunto Respiração bucal
[en] Endurance
[en] Maximum VO2
[en] Moouthbreath
[en] Nasal obstruction
[en] Oral breath
[en] Sports dentistry
Resumo Na atual conjuntura social brasileira, a evolução na profissionalização do esporte exige cada vez mais um rendimento físico de excelência dos atletas. Essa otimização do condicionamento atlético deve ser realizada abrangendo a saúde do esportista de forma integral, sendo fundamental a ação do profissional de saúde na avaliação das medidas de prevenção e tratamento de quaisquer manifestações que possam comprometer esse desenvolvimento atlético. Dentre as diversas patologias respiratórias, a Síndrome do respirador bucal figura como de grande importância, não apenas pelas perturbações funcionais ao sistema respiratório do indivíduo acometido, mas pelas consequências deletérias para outros sistemas orgânicos. O objetivo deste trabalho foi de revisar a literatura sobre a respiração bucal, e sobre a existência de relações com o alto rendimento atlético. Estudos mostram que o indivíduo respirador bucal apresenta alterações anatômicas e dentomaxilofaciais, como face adenoideana, maloclusões, disfunção temporomandibular, e também alterações posturais, como hipercifose dorsal e enfraquecimento muscular. Algumas alterações fisiológicas como a diminuição da exalação de óxido nítrico e a produção de acidose respiratória são constatadas. A obstrução nasal e orofaríngea está intimamente associada com distúrbios do sono como a Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS), nas quais geram consequências comportamentais como cansaço frequente, sonolência diurna, irritabilidade, adinamia, baixo apetite, enurese noturna e até déficit de aprendizado e atenção. Na prevenção de tais manifestações, o sujeito acometido pela síndrome da respiração bucal deve ser acompanhado multiprofissionalmente e tratado desde a sua infância, evitando o surgimento de hábitos deletérios e de patologias que possam gerar obstrução das vias aéreas. Concluiu-se que a respiração bucal crônica traz uma série de alterações em níveis anatômicos, fisiológicos e comportamentais aos indivíduos acometidos, mas não foi provado que nenhuma dessas tem um efeito direto no alto rendimento atlético. Mais estudos devem ser realizados para confirmar os achados.
Abstract At the social Brazilian juncture, developments in the sport professionalization increasingly requires an excellence physical performance of athletes. This optimization of athletic conditioning should be performed including the health of the athlete as a whole, being fundamental the action of healthcare professionals in the assessment of preventive measures and treatment of any events that may compromise this athletic development. Among the various respiratory disease, Mouth Breather Syndrome figure as one of great importance, not only for functional disorders of the respiratory system that affect the individual, but for the deleterious consequences for other organic systems. The aim of this study was to review the literature on mouth breathing, and on the existence of relationships with the top physical performance. Studies show that mouth breather individuals change in an anatomic way, as ‘adenoid face’, malocclusion, temporomandibular dysfunction, and postural changes as well as dorsal cyphosis and muscle weakness. Some physiological changes such as the exhalation decrease of nitric oxide, the produce of respiratory acidosis, among others. Nasal and oropharyngeal obstruction is closely associated with sleep disorders such as Syndrome Obstructive Sleep Apnea (OSAS), in which the subject generate behavioral consequences as tiredness, sleepiness, irritability, lethargy, low appetite, bedwetting and even learning attention deficit. In the prevention of such events, the subject affected by the mouth breathing syndrome should be monitored and treated by a workteam since the childhood, avoiding the appearance of harmful habits and conditions that may generate airway obstruction. It was concluded that chronic mouth breathing brings a series of changes in anatomical, physiological and behavioral levels to affected individuals, but has not been proven that any of these has a direct relationship on top athletic performance.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/78952
Arquivos Descrição Formato
000900546.pdf (411.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.