Repositório Digital

A- A A+

Educação do campo e docência no contexto da agricultura familiar : o Programa Escola Ativa (PEA/MEC) no município de Salinas – MG

.

Educação do campo e docência no contexto da agricultura familiar : o Programa Escola Ativa (PEA/MEC) no município de Salinas – MG

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Educação do campo e docência no contexto da agricultura familiar : o Programa Escola Ativa (PEA/MEC) no município de Salinas – MG
Autor Moreira, Vilson Alves
Orientador Beck, Fabio de Lima
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Agricultura familiar
Ensino
Escola rural
Salinas (MG)
Sociologia rural
[en] Active school program
[en] Family farming
[en] Rural education
[en] Training and educational practice
[es] Agricultura familiar
[es] Educación rural
[es] Formación y práctica pedagógica
[es] Programa escuela activa
Resumo A temática da educação rural e/ou do campo, mesmo ainda sendo carente de pesquisas, tem aparecido de forma crescente nos debates e estudos sobre a agricultura familiar brasileira nas últimas décadas. Isso se deve ao reconhecimento da contribuição do ensino para o desenvolvimento rural. Se por um lado o Estado vem recuperar a sua responsabilidade para com este aspecto social, de outra parte, movimentos sociais atuam em conjunto ou paralelos às ações do Estado, lutando para que seu direito educacional seja de qualidade equânime àquela ofertada às demais classes. Num recorte a esta temática apresenta-se aqui uma análise do Programa Escola Ativa no processo educacional rural brasileiro no atendimento ao povo do campo. O PEA, inspirado no modelo colombiano Escuela Nueva – Escuela Activa, foi implantado no Brasil pelo Ministério da Educação, oficialmente em 1997. Este foi considerado o primeiro programa governamental em atendimento às especificidades do povo do campo com filhos em turmas multisseriadas. Em 2008, ele teve sua expansão para todo o Brasil, sendo implantado no município de Salinas/MG em 2009. Este estudo propôs-se, conforme indica o objetivo geral, a analisar a implementação do PEA/MEC/SALINAS-MG, em seus aspectos de formação e prática pedagógica docente, verificando como são consideradas as características socioeconômicas, culturais e as condições de vida dos agricultores familiares da região de abrangência das escolas do PEA/SALINAS. Através de abordagem qualitativa, procedeu-se à investigação buscando compreender como as dimensões de formação e práticas docentes consideram a realidade local dos filhos destes agricultores, possibilitando a eles melhores condições de vida. Como conteúdo, a tese contextualiza o processo histórico da evolução das políticas públicas para a educação rural, paralela à atuação dos movimentos sociais com ações reivindicatórias e propositivas por uma educação do campo conforme seus interesses. Apresenta, ainda, conteúdos teóricos de análises sociais e educacionais dedicados às condições de vida e à educação no meio rural. Interpõem-se também posições de debates sobre o PEA refletindo o novo momento em que se dá o ensino para os cidadãos do campo e sobre as possibilidades de sua contribuição para o desenvolvimento rural. Orientado por este arcabouço de conteúdos reflexivos e analíticos, procedeu-se à caracterização e à análise do PEA no município de Salinas, MG. Os resultados alcançados indicam alguns progressos, mas também a contestação da hipótese original, isto é, a não efetivação da consideração das variáveis socioeconômicas e culturais e das condições de vida no processo educacional do PEA em Salinas, MG.
Abstract The issue of rural education and/or farm, though still lacking of research, has been increasing in the discussions and studies on Brazilian family farming over the recent decades. This is due to the recognition of the contribution of education to rural development. If, on the one hand, the State has the responsibility to recover this social aspect, on the other, social movements work together or in parallel with the actions of the State's struggle for their right to equitable quality education to which offers to other social classes. In this thematic approach, an analysis of the Active School (Escola Ativa) Program (EAP) provides the educational process of the Brazilian rural services. The EAP, based on the Colombian Escuela Nueva – Escuela Activa was officially implemented in Brazil by the Ministry of Education and Culture in 1997. This program has been considered as the first government system geared to the needs of the rural population with the children in the multi-seriated school system. In 2008, the program was expanded throughout Brazil and it was implemented in the city of Salinas, State of Minas Gerais in 2009. The Main Objective of this study is to analyze the implementation of the EAP/MEC/SALINAS - State of Minas Gerais, in terms of teacher training and pedagogical practice to check the socioeconomic, cultural and conditions of life of farmers in the region covered by EAP/SALINAS schools. A qualitative research approach has been carried out to understand how the dimensions of training and teaching take into account the local situation of the children of farmers, in order to improve their living conditions. In this context, the thesis defines the historical process of the development of public policies for rural education in parallel with the role of social movements in the claims and proposals for agricultural education based on their interests. It also shows the theoretical content of social analysis and education dedicated to the living conditions and education in rural areas. Discussions also on the EAP filing reflects the new time should be given to the teaching of the agricultural population and the possibility of the contribution of education to rural development. The characterization and analysis of the EAP in the city of Salinas has guided this framework of reflective and analytical content. The results show some progress, but also contesting the original hypothesis, i.e., consideration of the ineffectiveness of the variables and the socioeconomic and cultural conditions of life in the educational process of the EAP in the city of Salinas, State of Minas Gerais.
Resumen El tema de la educación rural y/o del campo, aunque todavía carece de investigaciones, ha ido en aumento en los debates y estudios sobre la agricultura familiar brasileña en las últimas décadas. Esto se debe al reconocimiento de la contribución de la educación al desarrollo rural. Si, por un lado, el Estado tiene la responsabilidad de recuperar este aspecto social, por el otro, los movimientos sociales funcionan en conjunto o en paralelo con las acciones de la lucha del Estado de su derecho a la educación de calidad equitativa a la que ofrece para otras clases. En este enfoque temático, un análisis del Programa Escuela Activa, (PEA) contiene el proceso educativo de los servicios rurales brasileños. El PEA, basado en la colombiana Escuela Nueva - Escuela Activa, se puso en práctica oficialmente en Brasil por el Ministerio de Educación y Cultura en 1997. Este programa ha sido considerado como el primer sistema de gobierno dirigido a las necesidades de la población rural con los niños en el sistema de escuelas multigrado. En 2008, el programa se extendió por todo Brasil y fue ejecutado en la ciudad de Salinas, Estado de Minas Gerais en 2009. El Objetivo Principal de este estudio es analizar la implementación del PEA/MEC/SALINAS - Estado de Minas Gerais, en términos de formación de profesores y la práctica pedagógica, para comprobar las condiciones socioeconómicas, culturales y de vida de los agricultores de la región cubierta por las escuelas PEA de Salinas. Un enfoque de investigación cualitativa se ha llevado a cabo para entender cómo las dimensiones de la formación y la enseñanza tienen en cuenta la situación local de los hijos de los agricultores, con el fin de mejorar sus condiciones de vida. En este contexto, la tesis define el proceso histórico del desarrollo de políticas públicas para la educación rural en paralelo con el papel de los movimientos sociales en las reivindicaciones y propuestas para una educación agrícola en función de sus intereses. También muestra los contenidos teóricos de análisis social y la educación dedicados a las condiciones de vida y la educación en las zonas rurales. Las discusiones interponiendo también en el PEA refleja el nuevo tiempo que se debe dar a la enseñanza de los ciudadanos agrícolas y las posibilidades de la contribución de la educación para el desarrollo rural. La caracterización y el análisis del PEA en el municipio de Salinas ha guiado este marco de contenido reflexivo y analítico. Los resultados obtenidos indican un cierto progreso, pero también la contestatión de la hipótesis original, es decir, la consideración de la ineficacia de las variables y las condiciones socioeconómicas y culturales de la vida en el proceso educativo del PEA en la ciudad de Salinas, Estado de Minas Gerais.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/79130
Arquivos Descrição Formato
000901906.pdf (2.955Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.