Repositório Digital

A- A A+

Época de aplicação da primeira dose de nitrogênio em cobertura em milho e espécies antecessoras de cobertura de inverno

.

Época de aplicação da primeira dose de nitrogênio em cobertura em milho e espécies antecessoras de cobertura de inverno

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Época de aplicação da primeira dose de nitrogênio em cobertura em milho e espécies antecessoras de cobertura de inverno
Outro título Timing of first side-dressed nitrogen application in maize as affected by antecedent winter cover species
Autor Strieder, Mércio Luíz
Silva, Paulo Regis Ferreira da
Anghinoni, Ibanor
Meurer, Egon Jose
Rambo, Lisandro
Endrigo, Paulo César
Resumo Atualmente, os critérios utilizados no Sul do Brasil para definição da dose de nitrogênio (N) a ser aplicada no milho são o teor de matéria orgânica no solo, a expectativa de rendimento da cultura e as características da cultura antecessora. Embora apresente alta relação carbono:nitrogênio (C/N), a aveia preta é a espécie de cobertura de solo de inverno mais utilizada como antecessora às culturas comerciais de verão. Essa característica pode resultar em imobilização do N do solo, deficiência de N na planta de milho e redução no rendimento de grãos. Embora na determinação da dose a ser aplicada sejam consideradas as espécies antecessoras, os avanços quanto à melhor época para aplicar N em cobertura em milho foram pequenos. Com o objetivo de avaliar a época mais adequada para aplicação da primeira dose de N em cobertura no milho cultivado em sucessão a espécies de inverno com distintas relações C/N, um experimento foi realizado em vasos em casa de vegetação em Porto Alegre-RS. Utilizaram-se colunas de solo não deformado, classificado como Argissolo Vermelho distrófico típico. Os tratamentos constaram de quatro sistemas de coberturas de solo de inverno (aveia preta, ervilhaca comum, nabo forrageiro e pousio) e três formas de manejo de N em cobertura (com aplicação de N nos estádios V3 ou V5 e sem aplicação de N em cobertura). O delineamento experimental foi o completamente casualizado, em esquema fatorial 4 x 3, com três repetições. Procedeu-se à análise de variância pelo teste F e à comparação de médias pelo teste de Tukey (p < 0,05). A aveia, que tem alta relação C/N, apresentou baixa taxa de mineralização e de liberação de N de seus resíduos, enquanto as culturas de ervilhaca comum e nabo forrageiro mostraram relação C/N mais estreita, estimulando esses processos. Com o uso de aveia como cultura antecessora ao milho, verificou-se diminuição dos teores de N mineral no solo e de N total na planta de milho, independentemente da época de aplicação de N em cobertura, diminuindo o desenvolvimento inicial da planta. Em sucessão à ervilhaca comum e ao nabo forrageiro, o teor relativo de clorofila na folha e a produção de massa seca de milho, avaliados no estádio V7, foram maiores em relação aos obtidos em sucessão à aveia preta, independentemente da época de aplicação da primeira dose de N em cobertura. Os dados obtidos evidenciaram ser possível retardar a época de aplicação da primeira dose de N em cobertura em milho do estádio V3 para V5, quando o milho for cultivado em sucessão a espécies de inverno com baixa relação C/N.
Abstract The criteria currently used in Southern Brazil for the definition of the nitrogen (N) rate to be applied in maize are based on the soil organic matter content, the expected grain yield and the characteristics of the previous crop. Although the carbon:nitrogen (C/N) ratio is high, black oat is the most commonly used winter species antecedent to commercial summer crops. This characteristic can result in soil N immobilization, N plant deficiency and reduced grain yield in maize. Although the antecedent species are considered in the determination of the adequate N rate, little progress has been made regarding the best time for N side dressed application in maize. With the objective of evaluating the best time of the first rate of N side-dressed application in maize cultivated in succession to winter species with distinct C/N ratios, a greenhouse experiment was conducted in pots in Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil. Undisturbed columns of soil, classified as typical dystrophic Argisol (Rhodic Ultisol) were used. The treatments consisted of four systems of winter cover species (black oat, common vetch, oilseed radish and fallow) and three management forms of side-dressed N application (N applied in the growth stage V3, V5 and without N application). The experimental design was a completely randomized block, in a 4 x 3 factorial treatment combination, with three replications. Analysis of variance was performed using the F test and the treatment means were compared by Tukey’s test (p < 0.05). Black oat, which has the highest C/N ratio, presented the lowest rate of mineralization and N release from its residues, while common vetch and oilseed radish have a lower C/N ratio, stimulating the mineralization and N release. Black oat preceding maize reduced the soil mineral N and N content in maize and affected the initial plant development, independent of the timing of N side-dressed application. In maize succeeding common vetch and oilseed radish, the relative leaf chlorophyll content and the dry mass production of maize in the V7 growth stage was higher in relation to that obtained in maize succeeding oat, independent of when the first rate of N was side-dressed. The obtained data indicate that it is possible to delay the first side-dressed N application in maize from V3 to V5 stage when maize is cultivated in succession to winter species with a low C/N ratio
Contido em Revista brasileira de ciência do solo, Campinas. Vol. 30, n. 5 (set./out. 2006), p. 879-890
Assunto Adubação de cobertura
Milho
Química do solo
[en] C/N ratio
[en] Maize plant traits
[en] Soil chemical attributes
[en] Winter cover species
[en] Zea mays
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/79350
Arquivos Descrição Formato
000580766.pdf (117.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.