Repositório Digital

A- A A+

Parâmetros cinemáticos do nado borboleta executado sob diferentes modelos inspiratórios

.

Parâmetros cinemáticos do nado borboleta executado sob diferentes modelos inspiratórios

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Parâmetros cinemáticos do nado borboleta executado sob diferentes modelos inspiratórios
Autor Zanette, Ramiro Goulart
Orientador Castro, Flavio Antonio de Souza
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Bacharelado.
Assunto Biomecânica
Natação
[en] Biomechanics
[en] Kinematics
[en] Performance
[en] Swimming
Resumo O nado borboleta pode ser executado sob três diferentes padrões de inspiração: frontal, lateral e bloqueado. O objetivo deste estudo foi comparar os parâmetros cinemáticos do nado borboleta nos três diferentes modelos inspiratórios. Participaram do estudo 14 nadadores, de ambos os sexos, especialistas do nado borboleta. Cada participante realizou três repetições de 25 metros em máxima intensidade, uma em cada modelo inspiratório (frontal, lateral e bloqueado) de modo aleatório. As variáveis cinemáticas de percurso (velocidade média de nado, frequência média de ciclos de braçada e distância média percorrida a cada ciclo de braçada) foram mensuradas por meio de cronometragem manual o tempo para percorrer dez metros de nado puro e para executar três ciclos de braçadas dentro dos dez metros. Índice de nado foi calculado pelo produto entre a velocidade e a distância média percorrida a cada ciclo de braçada. Os atletas apresentaram maior velocidade média de nado e maior frequência de ciclos de braçadas no modelo de inspiração bloqueado. Não foram encontradas diferenças significativas no índice médio de nado, nem entre a distância média percorrida a cada ciclo, ao se compararem os diferentes modelos inspiratórios. Em provas curtas de nado borboleta, nadar de modo bloqueado pode ser uma alternativa para melhor desempenho.
Abstract Butterfly stroke can be performed in three different inspiration patterns: frontal, lateral and non-breathing. The aim of this study was to compare the kinematic parameters of butterfly stroke in the three different inspiratory models. 14 swimmers participated in the study, of both sexes, experts on butterfly stroke. Each participant performed three repetitions of 25 meters at maximum intensity, one in each inspiratory model (frontal, lateral and non-breathing), randomly performed. The kinematic course variables (mean swimming velocity, mean frequency of stroke cycles and mean distance per each stroke cycle) were measured by manual registration of the time to swim ten m and to execute three stroke cycles within the ten meters. Stroke index was calculated by the product of swimming velocity and distance per cycle. The athletes had higher swimming velocity and higher frequency of stroke on the non-breathing model of inspiration. There were no significant differences either in stroke index and distance per cycle, when comparing the different inspiration models. In short butterfly stroke events, to swim in non-breathing can be a strategy to increase performance.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/79475
Arquivos Descrição Formato
000901612.pdf (344.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.