Repositório Digital

A- A A+

Freqüência das dermatofitoses em exames micológicos em Hospital Geral de Porto Alegre, Brasil

.

Freqüência das dermatofitoses em exames micológicos em Hospital Geral de Porto Alegre, Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Freqüência das dermatofitoses em exames micológicos em Hospital Geral de Porto Alegre, Brasil
Outro título Frequency of dermatophytosis in mycological examinations at a general hospital in Porto Alegre, Brazil
Autor Aquino, Valério Rodrigues
Constante, Caroline Collioni
Bakos, Lucio
Resumo As espécies de dermatófitos podem variar de uma região para outra, tendo esse fato importância epidemiológica e terapêutica. OBJETIVO - Descrever a freqüência dos dermatófitos nos exames micológicos em pacientes ambulatoriais do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). MÉTODOS - Foi realizada análise retrospectiva dos exames micológicos realizados em pacientes ambulatoriais do Serviço de Dermatologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) durante o período de agosto de 1998 a fevereiro de 2006. Os dados foram comparados com os de trabalhos anteriores locais e de outras cidades do Brasil utilizando o teste do qui-quadrado. RESULTADOS - Das 5.077 amostras coletadas, 2.033 (40,0%) foram positivas para dermatófitos, sendo entre os dermatófitos o Trichophyton rubrum a espécie mais isolada (62,4%), seguido de T. mentagrophytes (18,2%), Microsporum canis (5,7%), Epidermophyton floccosum (2,0%), M. gypseum (1,4%) e T.tonsurans (0,3%). CONCLUSÕES - Não houve variação significativa na epidemiologia dos dermatófitos nos últimos sete anos na cidade de Porto Alegre (p>0,05). Entretanto, o estudo evidencia diferenças na microbiota de Porto Alegre, comparada à de alguns outros centros urbanos do país (p<0,001). Foi observada menor ocorrência de T. tonsurans e M. canis em relação a São Paulo; ao contrário do T. mentagrophytes, que é quase três vezes mais freqüente em Porto Alegre.
Abstract BACKGROUND - Dermatophyte species vary in different regions and this fact has therapeutical and epidemiological importance. OBJECTIVE - To determine the frequency and the species of dermato phytes in mycological examinations of patients seen at the outpatients´ clinic, Department of Dermatology, Hospital de Clínicas de Porto Alegre. METHODS - A retrospective analysis of mycological examinations performed in outpatients from August 1998 to February 2006. The data were compared to the results of previous studies conducted locally and in other Brazilian cities by means of chi-square test. RESULTS - Out of 5077 samples collected, 2033 (40.0%) were positive for dermathophytes. Trichophyton rubrum species more frequently isolated (62.4%), followed by T. mentagrophytes (18.2%), Microsporum canis (5.7%), Epidermophyton floccosum (2.0%), Microsporum gypseum (1.4%) and T. tonsurans (0.3%). CONCLUSION - No significant variation was observed in epidemiological data on dermatophytes in the last seven years in Porto Alegre (p>0.05). However, the study showed differences in the microbiota of Porto Alegre, compared to other Brazilian urban centers (p<0.001). T. tonsurans and M. canis were less frequent than in São Paulo, unlike T. mentagrophytes, which is occurs three times more often in Porto Alegre than in São Paulo.
Contido em Anais brasileiros de dermatologia. Vol. 82, n. 3 (jan./jun. 2007), p. 239-244
Assunto Anfotericina B
Candida
Hospitais
Suscetibilidade à doença
[en] Dermatophythosis
[en] Epidermophyton
[en] Microsporum
[en] Mycoses
[en] Trichophyton
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/79509
Arquivos Descrição Formato
000856697.pdf (103.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.