Repositório Digital

A- A A+

Adicção e Recuperação : ajuda mútua, moralidade e a re-organização da vida no contexto de narcóticos anônimos

.

Adicção e Recuperação : ajuda mútua, moralidade e a re-organização da vida no contexto de narcóticos anônimos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Adicção e Recuperação : ajuda mútua, moralidade e a re-organização da vida no contexto de narcóticos anônimos
Autor Cuozzo, Juliana Deprá
Orientador Victora, Ceres Gomes
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de Ciências Sociais: Bacharelado.
Assunto Antropologia social
Moralidade
Narcóticos Anônimos (NA).
[en] Addiction
[en] Friends and family of addicts
[en] Morality
[en] Mutual help
[en] Narcotics anonymous
[en] Recovery
Resumo O presente trabalho tem como objetivo buscar compreender uma das maneiras de se lidar com a relação, considerada por alguns como problemática, entre sujeitos e as chamadas substâncias psicoativas. Trata-se das reuniões de grupos de ajuda mútua frequentados por pessoas que buscam uma recuperação; neste trabalho, especificamente, estudei os Narcóticos Anônimos (NA) e os grupos de familiares e amigos de adictos, os Nar-Anon, na Cidade de Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul (RS). Para tanto, realizei pesquisa de campo de orientação etnográfica, frequentando reuniões abertas mensais e semanais, em ambos os grupos, de março a dezembro de 2012. A técnica de pesquisa utilizada é fundamentalmente a observação participante. O registro de dados foi feito em caderno de campo, em momentos posteriores às reuniões. Também foi feita análise de trechos selecionados da literatura dos NA e dos Nar-Anon. Os procedimentos de coleta de dados foram guiados pelos preceitos de ética na pesquisa antropológica. Os resultados desse trabalho indicam que a adicção comporta diferentes significados e remete a uma série de princípios sociais e morais que ordenam a vida dos adictos. Reconhecer-se como adicto e participar dos grupos, pode ser entendido como uma forma de organização da vida em um sistema que se apresenta como um tipo de moralidade, no sentido de ser um sistema prescritivo de modo de vida que se atualiza nas reuniões de ajuda mútua por pessoas com trajetórias de vida diferentes.
Abstract The present study aims to understand one of the ways of dealing with a relation, considered by some people as problematic, between individuals and the so called psychoactive substances: the Narcotics Anonymous –NA- and the Friends and Family of Addicts -Nar-Anon - mutual help groups meetings. In order to do that I carried out an ethnographic research, engaging in participant observation in open meetings of both groups, from March to December 2012. I also studied and analyzed NA and Nar-Anon reference booklets and guidelines. All data collection was oriented by ethical principles of anthropological research. The research findings indicate that addiction carries several meanings and refers to a number of social and moral principles that regulate the lives of the so called addicts. Recognizing yourself as an addict and joining a mutual help group means to engage in a specific way of remaking one`s life within a system that presents itself as a morality sustained by beliefs, values and norms that are recurrently updated in the meetings of the mutual help groups by people with different life trajectories.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/79641
Arquivos Descrição Formato
000901228.pdf (949.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.