Repositório Digital

A- A A+

Espacialização de dados geotécnicos para análise do meio físico Porto Alegre

.

Espacialização de dados geotécnicos para análise do meio físico Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Espacialização de dados geotécnicos para análise do meio físico Porto Alegre
Autor Poltronieri, Gustavo
Orientador Bressani, Luiz Antonio
Co-orientador Bertuol, Fábio
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Este trabalho objetiva subsidiar o mapeamento das condições do meio físico (relevo, substrato rochoso e solo), que é ferramenta fundamental para o gerenciamento do uso e ocupação dos solos, através da interpretação de dados geotécnicos, tendo a geomorfologia como atributo básico de estudo. Em um primeiro momento são apresentados, resumidamente, os principais conceitos da cartografia e pesquisa geomorfológica. Tendo a vertente (talude) como elemento principal do estudo geomorfológico, foi pesquisado na literatura o embasamento teórico respectivo aos processos de formação, evolução e modificação dos relevos, sendo explicados os principais sistemas e teorias existentes e utilizados até hoje. Para fins de representatividade do comportamento dos processos de formação e elementos que compõem as vertentes, foram apresentados os níveis taxonômicos ou de classificação destas. Destaca-se que, conforme o nível de estudo requerido, escala adotada e o comportamento a ser avaliado, a estrutura de análise das vertentes varia em níveis de tratamento geomorfológicos e nos dados a serem interpretados. Na sequência do trabalho, devido ao desenvolvimento dos estudos de avaliação do meio físico, aplicados principalmente ao mapeamento geotécnico, foram apresentadas as metodologias consagradas, suas aplicações e limitações, bem como os atributos necessários para a análise e suas formas de obtenção. Um enfoque maior foi dado ao método de avaliação do terreno (terrain evalution) proposto por Lollo (1995), uma vez que este busca o reconhecimento das associações espaciais do terreno considerando os aspectos geomorfológicos. Essa proposição leva a análise a ter um caráter preliminar, porém é mais rápida e de menores custos de mapeamento. Além disso, diferentemente da maioria das metodologias de mapeamento geotécnico que foram desenvolvidas para escalas pequenas, a metodologia de avaliação do terreno considera a possibilidade de utilização para escalas maiores, considerando o estudo das vertentes. A sistemática considerada, então, baseia-se na distinção de encostas em função das Variáveis Características das Vertentes associadas aos processos geomorfológicos geradores e modificadores. Acerca desta questão, foram feitas críticas e considerações que orientam a aplicação desta sistemática para as diferentes condições de relevo que possam ser encontradas, escalas e níveis de classificação a serem utilizados e possibilidades de aplicação em trabalhos posteriores para desenvolvimento e continuidade do presente trabalho.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/79754
Arquivos Descrição Formato
000896880.pdf (1.488Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.