Repositório Digital

A- A A+

Modelos comportamentais desagregados : uma análise conceitual

.

Modelos comportamentais desagregados : uma análise conceitual

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Modelos comportamentais desagregados : uma análise conceitual
Autor Peña Rodrigues, Fernando Schultz
Orientador Senna, Luiz Afonso dos Santos
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Este trabalho versa sobre os modelos comportamentais desagregados e a sua utilização para estimar a demanda por transportes. Primeiramente é apresentada uma contextualização dos problemas de transportes e a tentativa de mitigá-los. Para isso são apresentadas as técnicas de modelagem, que visam representar a realidade de maneira simplificada, utilizando somente as variáveis mais importantes. A partir de uma revisão bibliográfica são apresentadas as variáveis a serem consideradas para a modelagem de um sistema de transportes, destacando a importância de entender as necessidades e desejos dos usuários. Com o objetivo de transformar o sentimento das pessoas em dados mensuráveis, é apresentada a base teórica dos modelos comportamentais desagregados, suas principais características, seus pressupostos e as restrições ao seu uso. Os modelos comportamentais desagregados utilizam as funções de utilidade, que são expressões matemáticas que representam a atratividade de cada modo de transporte disponível para os usuários. A teoria da utilidade aleatória é apresentada como um dos pressupostos mais importantes desses modelos, dividindo as funções de utilidade em uma parte representativa – onde estarão os atributos mais importantes de cada modo de transporte – e uma parte aleatória – que representa os atributos não observados e os erros cometidos durante a obtenção de dados. Para estimar a demanda por cada modo de transporte, são apresentados os modelos Logit Multinomial e Logit Hierárquico. Estes modelos utilizam ferramentas matemáticas que transformam as funções de utilidade em probabilidade de escolha de cada modal. Por fim, são abordadas as técnicas de obtenção de dados para geração desses modelos. São indicadas as pesquisas de preferência revelada e preferência declarada como as principais alternativas para obtenção desses dados.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/79771
Arquivos Descrição Formato
000896855.pdf (852.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.