Repositório Digital

A- A A+

Design e emoção na utilização do mobiliário urbano em espaços públicos

.

Design e emoção na utilização do mobiliário urbano em espaços públicos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Design e emoção na utilização do mobiliário urbano em espaços públicos
Autor Pizzato, Gabriela Zubaran de Azevedo
Orientador Guimaraes, Lia Buarque de Macedo
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.
Assunto Design emocional
Ergonomia
Espaço público
Mobiliário urbano
Percepção do usuário
[en] Design and emotion
[en] Design guidelines
[en] Ergonomics
[en] Public space
[en] Urban furniture
Resumo Tradicionalmente, nas áreas da Ergonomia e do Design, o estudo do mobiliário urbano tem sido direcionado aos seus benefícios práticos (funcionais e utilitários), sendo que alguns estudos abordam o tema independentemente do ambiente de uso (público ou privado). Considerando este contexto, esta tese trata das emoções na interação entre usuário, mobiliário urbano e seu espaço público de uso, onde os seguintes pressupostos são adotados: 1) a emoção interfere na utilização do produto do espaço público, assim como, 2) a utilização do mobiliário urbano do espaço público suscita emoção. O trabalho tem como objetivo geral a elaboração de diretrizes para o planejamento e avaliação do mobiliário urbano de espaços públicos com apelo emocional, de forma a orientar os gestores de órgãos públicos responsáveis pelo planejamento, avaliação e manutenção do mobiliário urbano de espaços públicos. A proposta desta tese está baseada em uma abordagem de pesquisa que combina aspectos qualitativos (grupos focados, entrevistas e estudos de caso) e quantitativos (Análise Conjunta), aplicados a diferentes cenários (espaços públicos), compostos por diferentes tipos de mobiliário urbano (e.g. abrigo de ônibus, banco, playground e equipamento de ginástica). Os resultados apontam que, independentemente de gênero, a emoção positiva mais citada entre os usuários entrevistados na utilização do mobiliário urbano nos espaços públicos pesquisados foi a agradabilidade, principalmente associada a atributos relacionados à função prática do produto (e.g. segurança do ambiente) e estética (e.g. beleza da vegetação). Já a principal emoção negativa comunicada foi o medo, decorrente da insegurança urbana e apontado como empecilho ao uso de espaços públicos em geral. Por meio da utilização dos métodos descritos e com base na revisão de literatura foram estabelecidas diretrizes projetuais enfocando agradabilidade e segurança considerando oito constructos principais (físicos e não físicos): i) vegetação; ii) manutenção; iii) usuários; iv) atividades às quais é destinado o espaço; v) edificações que constituem o entorno; vi) mobiliário urbano; vii) acessibilidade; e, viii) privacidade, relacionada ao uso do espaço.
Abstract Traditionally, research on urban furniture under the Ergonomics and Design perspective focuses its practical function and some do not consider its environment of use (i.e., either public or private). Considering this context, this thesis deals with emotions in interaction of users with urban furniture and its public space, where the following assumptions are adopted: 1) the emotion interferes with the use of the product of the public space, as well as 2) the use of the urban furniture in public spaces raises emotion. The work aims to describe the development of guidelines for design and evaluation of the urban furniture of public spaces under an emotional appeal in order to guide the managers responsible for the design, evaluation and maintenance of the urban furniture. This proposal is based on a mix-method research approach by combining qualitative studies (e.g. focus group, individual interviews, and study cases) and quantitative studies (e.g. Conjoint Analysis) applied to different scenarios (public spaces) composed of different types of urban furniture (e.g. bus shelter, bench, playground and gym equipment). The results indicate that, regardless of gender, the positive emotion most cited among users interviewed in the use of urban furniture in the public spaces surveyed was the pleasantness, mainly associated with attributes related to its practical function (e.g. environmental safety) and its aesthetics function (e.g. vegetation beauty). Already the main negative emotion communicated was fear, arising from urban insecurity and appointed as an impediment to the use of public spaces in general. By using the methods described and based on the literature review design guidelines were drawn focusing pleasantness and safety and considering eight constructs (physical and nonphysical): i) vegetation; ii) maintenance; iii) users; iv) activities performed in the public space; v) buildings of the environment; vi) urban furniture; vii) accessibility; and, viii) privacy, related to space use.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/79811
Arquivos Descrição Formato
000898567.pdf (12.30Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.