Repositório Digital

A- A A+

"O mito atlântico" : relatando experiências singulares de mobilidade dos estudantes africanos em Porto Alegre no jogo de construção e reconstrução de suas identidades étnicas

.

"O mito atlântico" : relatando experiências singulares de mobilidade dos estudantes africanos em Porto Alegre no jogo de construção e reconstrução de suas identidades étnicas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título "O mito atlântico" : relatando experiências singulares de mobilidade dos estudantes africanos em Porto Alegre no jogo de construção e reconstrução de suas identidades étnicas
Autor Mungoi, Dulce Maria Domingos Chale João
Orientador Steil, Carlos Alberto
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Antropologia social.
Assunto Africanos
Antropologia social
Estudantes universitarios
Identidade étnica
Mobilidade social
[en] African identity
[en] Ethnic identity
[en] University students
Resumo A partir da aplicação do método etnográfico que envolve a observação participante e a realização de entrevistas abertas, a presente pesquisa faz um estudo antropológico sobre as experiências singulares de deslocamento de estudantes universitários, provenientes de diferentes países africanos, matriculados em Instituições de Ensino Superior, localizadas na cidade e região metropolitana de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. Partindo do pressuposto de que todos indivíduos e grupos constroem categorias para se conhecer, classificar a si e ao “’outro”, definindo fronteiras entre “eu” e “outro”, “nós” e “eles”, o estudo dá enfoque especial sobre as referências identitárias e práticas cotidianas destes sujeitos, onde se busca compreender como estes estudantes se constroem, se identificam e são identificados e as retóricas que eles adotam para se afirmarem como africanos no Brasil. Na nova realidade social e frente a uma “nova” identidade, os estudantes universitários africanos se reconstroem cotidianamente no jogo das relações sociais, acionando as suas identidades continental, nacional e racial. O idioma étnico, “ser africano” torna-se uma referência que aprendem a utilizar, manejando alguns traços diacríticos e desenvolvendo práticas que lhes permite a sua identificação como africanos pela população de acolhimento. As festas “típicas”, a comida, o traje, a língua, o sotaque e o penteado são alguns dos elementos simbólicos manipulados pelos estudantes na construção de seu discurso identitário.
Abstract From the application of the etnografic method that involves the participant observation and the accomplishment of opened interviews, the present research makes a antropologic study on the singular experiences of displacement of universitaries students, proceeding from different African countries, registered in Institutions of Superior Education, located in the city and region metropolitan of Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil. Setting out of the motive of that all individuals and groups they construct categories to know, to classify itself and to "' the other", defining boundaries between "I" and "another one", "we" and "they", the study it gives special approach on daily the identitaries and practical references of these citizens, where if it searchs to understand as these students if they construct, if they identify, they are identified and the rhetorical that they adopt to affirm themselves as African in Brazil. In the new social reality and front to "new" an identity, the African university students if reconstruct daily in the game of the social relations, setting in motion its identities continental, national and racial. The ethnic language, "to be African" becomes a reference that learns to use, setting in motion some traces and developing that it allows its identification them as African for the shelter population. "the typical" parties, the food, the suit, the language, accent and the hairdo are some of the symbolic elements manipulated by the students in the construction of its identitarie speech.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/8028
Arquivos Descrição Formato
000565286.pdf (3.229Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.