Repositório Digital

A- A A+

Os limites da prosa : "Em liberdade" de Silvano Santiago

.

Os limites da prosa : "Em liberdade" de Silvano Santiago

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Os limites da prosa : "Em liberdade" de Silvano Santiago
Autor Demaman, Noili
Orientador Rosenfield, Kathrin Holzermayr Lerrer
Co-orientador Silva, Márcia Ivana de Lima e
Data 2003
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Critica e interpretacao
Liberdade
Literatura brasileira
Santiago, Silviano, 1936-
Resumo Este é um trabalho sobre liberdade, também sobre limites. Tendo como texto de apoio representativo o diário ficcional Em Liberdade do escritor brasileirocosmopolita Silviano Santiago, examino como a prosa literária de cunho confessional, do final do século XX, lida com o pacto que estabelece com o leitor para convencê-lo de sua urdidura. Essa obra, publicada em 1981, dialoga com outros escritos do autor e sintetiza as posições tanto políticas quanto estéticoliterárias que manifestou ao longo de sua trajetória enquanto professor, ensaísta, poeta e prosador. Em Liberdade, ao mesmo tempo em que dá mostras da fragilidade das categorias de análise que a teoria literária tradicional disponibiliza para a literatura contemporânea, desdobra-se metaliterariamente oferecendo – ela mesma – as formas de leitura mais condizentes com as demandas pactuais em tempos de estilhaçamento do eu.
Abstract This thesis deals with freedom; it also deals with limits. As a basic representative fictional text I will use Em Liberdade, a fictional diary written by the cosmopolitan-Brazilian Silviano Santiago, to examine in which ways a markedly confessional literary prose of the late XX century conducts the pact it establishes with the reader to convince him/her of the web it has spun. This work, published in 1981, maintains a dialog with other works by the author, and synthesizes both the political as well as the aesthetic-literary positions this author has manifested throughout his trajectory as a professor, essayist, poet and prose writer. At the same time Em Liberdade reveals the vulnerability of analytical categories used by traditional literary theory for contemporary literature, it unfolds meta-literarily by offering – itself – the forms of reading that are most appropriate for the demands of consent in times of a shattered I.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/8046
Arquivos Descrição Formato
000566132.pdf (476.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.