Repositório Digital

A- A A+

"Lá em Casa a Gente Conversa": pedagogias da conjugalidade entre travestis e seus maridos

.

"Lá em Casa a Gente Conversa": pedagogias da conjugalidade entre travestis e seus maridos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título "Lá em Casa a Gente Conversa": pedagogias da conjugalidade entre travestis e seus maridos
Autor Müller, Magnor Ido
Orientador Seffner, Fernando
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Gênero
Pós-estruturalismo
Sexualidade
Travestis
[en] Cultural studies
[en] Gender
[en] Married
[en] Masculinity
[en] Pedagogies
[en] Post-structuralist
[en] Sexuality
[en] Sociability
[en] Travestite
Resumo Esse estudo, desenvolvido entre os anos de 2009 e 2011, buscou conhecer de que maneira se constrói a conjugalidade entre travestis e seus maridos. Sob uma perspectiva pedagógica investigou as tensões existentes entre o modelo heteronormativo de conjugalidade e esta outra forma de união. Na perspectiva dos Estudos Culturais a pesquisa propôs-se a compreender a aliança destes casais, a produção da masculinidade dos maridos e a sociabilidade vivida pelos pares. Essa investigação foi realizada em classes populares, e é do tipo qualitativo e etnográfico. Durante dois anos conviveu-se com os três casais que participaram do estudo. Foram feitas entrevistas, observações participantes e diários de campo. Foram utilizadas, também, narrativas e observações de outras duas pesquisas anteriores que contemplaram o mesmo campo. As entrevistas foram gravadas, transcritas e posteriormente analisadas a fim de observar os tensionamentos existentes na conjugalidade das travestis com seus maridos. A partir da análise de seus depoimentos, cotejados pela bibliografia de apoio, conclui-se que o modelo de conjugalidade e masculinidade hegemônicos tangencia a aliança entre a travesti e seu marido. A forma de união dos participantes do estudo apresenta ao mesmo tempo semelhanças e rupturas com este modelo.
Abstract This study done between the years 2009 and 2011 tried to know how to build the married between transvestites and their husbands. From a pedagogical perspective, it was investigated the tensions between the heteronormative model of married in this other form of union. From the perspective of Cultural Studies this research aimed to understand the alliance of these couples, the production of husband’s masculinity and couple’s sociability. This research was done in low income classes, is a qualitative and ethnographic study. For two years the three couples were listened and they answered interview. They also were observed. Stories and comments from two previous studies whith the same people were used. The interviews were recorded, transcribed and analyzed for to observe the tensions existing in the married of the transvestites and their husbands. From the analysis of the interviews, by supporting bibliography, it is concluded that the model of hegemonic masculinity and married is tangent to these couples. This form of married presents with that model similarities and ruptures.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/80748
Arquivos Descrição Formato
000785591.pdf (1.074Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.