Repositório Digital

A- A A+

Requerimentos, metabolismo e antagonismos dos aminoácidos de cadeia ramificada na nutrição de monogástricos

.

Requerimentos, metabolismo e antagonismos dos aminoácidos de cadeia ramificada na nutrição de monogástricos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Requerimentos, metabolismo e antagonismos dos aminoácidos de cadeia ramificada na nutrição de monogástricos
Outro título Requirements, metabolism and antagonism of branched-chain amino acids in monogastric nutrition
Autor Cemin, Henrique Scher
Orientador Vieira, Sérgio Luiz
Co-orientador Miranda, Daniel José Antoniol
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do sul. Faculdade de Veterinária. Curso de Medicina Veterinária.
Assunto Animais monogástricos
Metabolismo animal : Aminoacidos
Nutricao animal
[en] Isoleucine
[en] Leucine
[en] Poultry
[en] Swine
[en] Valine
Resumo Os aminoácidos de cadeia ramificada (AACR) valina, leucina e isoleucina devem ser estudados a parte dos demais aminoácidos por possuírem características únicas em sua estrutura e compartilhar rotas de metabolismo, que se inicia com uma reação de transaminação no músculo esquelético, com formação de α-cetoácidos que podem ser descarboxilados no fígado e gerar derivados de Acil-CoA. Os AACR podem interagir entre si negativamente, de modo que altas concentrações de leucina levam a um estímulo exacerbado do metabolismo dos outros AACR, reduzindo as concentrações de valina e isoleucina. Este fenômeno ocasiona piora no desempenho zootécnico, principalmente no ganho de peso e na conversão alimentar. Além disso, valina e isoleucina são aminoácidos limitantes para monogástricos, o que demonstra a importância do conhecimento das exigências dos AACR e da composição dos ingredientes utilizados na dieta para maximizar o desempenho zootécnico e evitar os possíveis antagonismos.
Abstract Branched-chain amino acids valine, leucine and isoleucine must be studied apart from other amino acids because they have unique structural characteristics and share metabolism routes, which begin with a transamination reaction in the skeletal muscle, forming α-ketoacids that may be decarboxylated in the liver and generate Acil-CoA derivatives. The AACR may interact negatively with each other, so that high concentrations of leucine lead to an overstimulation of the metabolism of the others AACR, reducing valine and isoleucine concentrations. When this occurs, it is observed reduction in performance, especially in weight gain and feed conversion rate. Furthermore, valine and isoleucine are limiting amino acids for monogastrics, which evidences the importance of knowing the requirements of AACR and the composition of ingredients in order to maximize animal performance and avoid the possible antagonisms.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/80761
Arquivos Descrição Formato
000902266.pdf (125.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.