Repositório Digital

A- A A+

Interferência do posicionamento das pedaleiras do remo ergômetro na potência e impulso

.

Interferência do posicionamento das pedaleiras do remo ergômetro na potência e impulso

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Interferência do posicionamento das pedaleiras do remo ergômetro na potência e impulso
Outro título Interference of the positioning footstrechers of the rowing ergometer in the power and impulse
Autor Oliveira, Letícia Gandolfi de
Orientador Loss, Jefferson Fagundes
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciência do Movimento Humano.
Assunto Biomecânica
Ergometria
Remo
[en] Force
[en] Impulse
[en] Power
[en] Rowing ergometer
Resumo O objetivo deste estudo foi verificar se a mudança no posicionamento das pedaleiras da posição padrão chamada de posição usual para uma posição 10 cm superior a esta (sem alteração do ângulo 45º) chamada de posição modificada, interfere nas variáveis dependentes das relações entre força X tempo (potência e impulso). Como objetivos específicos pretendem-se avaliar as forças externas nos membros superiores e inferiores durante testes no remo ergômetro, relacionar os impulsos encontrados na manopla e nas pedaleiras à mudança do posicionamento das pedaleiras e verificar em qual posição das pedaleiras os remadores atingem a potência máxima. Foram construídas duas plataformas de força para mensuração das forças (perpendicular e paralela) aplicadas nas pedaleiras do remo ergômetro. Foi medida também a força exercida na manopla do remo ergômetro, sendo os testes filmados para obtenção das informações cinemáticas. O protocolo consistiu em remar durante 1 min nas potências nominais de 100, 200, 300, 400 watts e máxima subjetiva de cada atleta. O protocolo foi repetido para cada uma das posições das pedaleiras, com a ordem de execução aleatorizada. Foram calculadas curvas médias de força representativas de cada situação e os impulsos da manopla e pedaleiras. Dos oito atletas avaliados cinco atingiram maiores valores de potência máxima na posição modificada, um atleta obteve menores valores nessa posição, e outros dois não tiveram diferenças entre os posicionamentos. Para a fase de propulsão o impulso na direção horizontal, apresentou diferença apenas quando positivo, e nas potências 100 e 200 W, favorável na posição usual. O impulso na direção vertical diferiu, quando negativo, nas potências de 100, 300, 400 e máx, favorável na posição modificada. Considerando a falta de tempo de ambientação dos remadores a nova posição, pode-se inferir que a posição modificada foi melhor, e testes envolvendo modificações no barco são indicados para uma avaliação mais definitiva.
Abstract The objective of this study was to verify if the change in the positioning footstrechers in the standard position to 10 centimeters above called modified position interfere with the dependent variable of the relations between force X time (power and impulse). As objective specific it is intended to evaluate the external forces in the superior and inferior limbs during tests in the rowing ergometer, to relate the impulses found in handle and in the footstrechers to the change of the positioning of the footstrechers and to verify which position of the footstrechers the rowers reach the maximum power. Two platforms of force were to construct for measure of the forces (perpendicular and parallel) applied in the footstrechers of the rowing ergometer. The force exerted in handle was also measured, being the tests filmed for attainment of the kinematic information. The protocol consisted of rowing during 1 min in the normal rated powers of 100, 200, 300, 400 watts and subjective maximal of each athlete. The protocol was repeated for each one of the positions of the footstrechers, with the randomized order. An average curve of force of each situation was to calculate representative and the impulses of handle and footstrechers. Of eight evaluated athletes five they had reached greater values of maximum power in the modified position, only one athlete showed smaller values in the modified position, and others two had not differences between the positioning. For the propulsive phase the impulse in the horizontal direction showed only difference when positive, and in the powers 100 and 200 W, favorable in the standard position. The impulse in the vertical direction differed, when negative, in the powers of 100, 300, 400 and max, favorable in the modified position. Considering the lack of time of environment of the rowers the new position, it can be inferred that the modified position was better, and tests involving modifications in the boat are indicated for a more definitive evaluation.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/8090
Arquivos Descrição Formato
000567437.pdf (3.015Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.