Repositório Digital

A- A A+

Influências de um programa de educação motora com três diferentes abordagens interventivas no desempenho motor de crianças nascidas pré-termo

.

Influências de um programa de educação motora com três diferentes abordagens interventivas no desempenho motor de crianças nascidas pré-termo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Influências de um programa de educação motora com três diferentes abordagens interventivas no desempenho motor de crianças nascidas pré-termo
Autor Rech, Daniele Marimon Ruzzante
Orientador Valentini, Nadia Cristina
Data 2005
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciência do Movimento Humano.
Assunto Desenvolvimento motor
Prematuro : Cuidados
[en] Directed group approach
[en] Directed individual approach
[en] Home approach
[en] Motor educational program
[en] Preterm
Resumo Esse estudo teve o objetivo de verificar as influências de um programa de educação motora com três diferentes abordagens interventivas no desempenho motor de crianças de seis a nove meses de idade,nascidas pré-termo. Os participantes foram distribuídos intencionalmente em três grupos, sendo que 19 crianças participaram de intervenções direcionadas pela pesquisadora, de forma individual, em ambiente domiciliar (GI), 19 crianças participaram de intervenções direcionadas pela pesquisadora, em pequenos grupos de quatro a cinco crianças, no ambulatório de fisioterapia do Hospital da Criança Santo Antônio (GG) e 17 crianças participaram de intervenções realizadas por seus responsáveis, em ambiente domiciliar, após os mesmos receberem orientações prévias da pesquisadora (GD). Os responsáveis pelas crianças de todos os grupos assistiram a uma palestra inicial e um vídeo, assim como orientações prévias ao programa, e receberam o protocolo das atividades que compunham o programa de educação motora. Inicialmente, foi solicitado que todos os responsáveis preenchessem o questionário do Critério de Classificação Econômica Brasil (CCEB) e o Relatório de Atividades de Rotina Diária das crianças. Foi solicitado também que trouxessem a carteira de identificação da criança e a nota de alta hospitalar, a fim de se adquirir os dados referentes às condições orgânicas neonatais das crianças. Cada criança foi avaliada no início do estudo através do Alberta Infant Motor Scale (AIMS). Após, todas as crianças participaram de um programa de 24 sessões de intervenção motora, com uma das três diferentes abordagens, de acordo com o seu grupo interventivo. As intervenções eram baseadas em tarefas de perseguição visual aos brinquedos, estabilidade postural, deslocamento e atividades manipulativas com os brinquedos. Tendo em vista a distribuição não-normal das variáveis na amostra, a análise estatística foi realizada através de testes não-paramétricos. Portanto, o teste T de Wilcoxon foi utilizado para realizar as comparações do desempenho motor e da rotina diária em cada grupo nos diferentes tempos. A seguir, utilizou-se o teste de Kruskal-Wallis, a fim de se comparar o desempenho motor e a rotina diária das crianças nos diferentes grupos. Nos casos em que esse teste acusou diferenças significativas entre os grupos, foi utilizado o teste U de Mann-Whitney, no intuito de se identificar quais os grupos diferiam entre si. As associações entre o desempenho motor e as demais variáveis foram realizadas através do teste de correlação de Spearman e do teste Qui-quadrado. Em todas as análises realizadas, considerou-se um nível de significância de 5%. Como resultado, verificou-se que as crianças do GI e do GG apresentaram um incremento significativo no seu desempenho motor (respectivamente, p=0,001 e p=0,002), o que não foi observado nas crianças do GD (p=0,078). Além disso, as crianças do GI apresentaram desempenho motor superior quando comparadas com as crianças do GG (p=0,015) e do GD (p=0,003) ao final do estudo. Não foi encontrada diferença significativa no desempenho motor entre as crianças dos grupos GG e GD (p= 0,364). Quanto à rotina diária, observou-se que as crianças do GG foram as que demonstraram uma maior quantidade de modificação em atividades que refletem maior liberdade e estimulação no ambiente domiciliar. Não foram encontradas associações significativas das condições orgânicas, sócioeconômicas ou das atividades de rotina diária das crianças com seu desempenho motor. Conclui-se que o programa de educação motora com abordagem direcionada individual foi superior às demais abordagens no impacto sobre o desempenho motor de crianças nascidas pré-termo.
Abstract The goal of this research was to verify the influences of a motor educational program with three distinct approaches of interventions on motor development of children with six to nine months of age, who were born preterm. The subjects were intentionally allocated to these three groups. Nineteen children took part in interventions directed by the researcher, in an individual approach, at their homes (GI), 19 children took part in interventions directed by the researcher, in groups of four or five children, on the physical therapy ambulatory of Hospital da Criança Santo Antônio (GG) and 17 children took part in interventions performed by their parents, at their homes, after receiving orientations given by the researcher (GD). All parents watched to a lecture and received the same orientations before the program, as well as a protocol with the activities which composed the motor educational program. Initially, it was asked for the parents to fulfill the questionnaire of Critério de Classificação Econômica Brasil (CCEB) and a written report of children daily activities. As results, it was verified that children in GI and GG presented a significant improvement in motor performance (respectively, p=0,001 and p= 0,002), which was not observed in children of GD (p=0,078). Moreover, children in GI presented a grater motor performance when compared to GG (p=0,015) and GD (p= 0,003) at the end of study. It was not observed significant difference in motor performance between GG and GD at the end of study (p=0,364). Considering the daily routine, it was observed that children in GG presented the greatest modifications in activities which reflected more liberty and stimulation at home context. It was not observed significant correlations between organic conditions, social-economical conditions and daily routine activities with motor performance of children. We concluded that the motor educational program with individual approach, directed by the researcher, was better than the others in improving motor development of preterm children.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/8091
Arquivos Descrição Formato
000567481.pdf (1.762Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.