Repositório Digital

A- A A+

Infecção por Mycobacterium sp.em herbívoros estudo retrospectivo de 12 casos (2003-2012) com detecção imuno-histoquímico

.

Infecção por Mycobacterium sp.em herbívoros estudo retrospectivo de 12 casos (2003-2012) com detecção imuno-histoquímico

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Infecção por Mycobacterium sp.em herbívoros estudo retrospectivo de 12 casos (2003-2012) com detecção imuno-histoquímico
Autor Ribeiro, Vanessa Lanes
Orientador Driemeier, David
Co-orientador Santos, Elisandro Oliveira dos
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do sul. Faculdade de Veterinária. Curso de Medicina Veterinária.
Assunto Herbívoros
Infecções bacterianas
Mycobacterium sp.
[en] Camelids
[en] Deer
[en] Histopathology
[en] Mycobacterium
[en] Tuberculosis
Resumo A tuberculose é uma enfermidade infectocontagiosa, granulomatosa, debilitante, causada por bacilos álcool-ácido resistentes (BAAR) pertencentes a diferentes espécies do complexo Mycobacterium tuberculosis (CMT). As micobacterioses têm importância em Medicina Veterinária devido ao seu potencial zoonótico e sua distribuição mundial, afetando todas as classes de vertebrados. Em animais selvagens, as micobacterioses têm sido um problema relatado principalmente em cativeiro. Também há relatos de sua ocorrência em animas de vida livre, colocando em risco e dificultando os programas de erradicação da tuberculose em animais de produção. O diagnóstico em geral é post mortem, uma vez que o teste de tuberculina não está padronizado para as espécies selvagens, assim como não é confiável para triagem. Na necropsia identificam-se as lesões, além da observação microscópica de BAAR na coloração de ZN e principalmente, no isolamento e identificação do agente. Porém, apenas a morfologia macro e microscópica não permite distinguir a espécie de Mycobacterium envolvida. A IHQ realizada com anticorpo policlonal anti-M. tuberculosis confirma infecção pelo CMT, mas não é específica, pois há marcação cruzada com outras micobactérias. O objetivo deste trabalho foi descrever, através de um estudo retrospectivo, as características histológicas, bem como os achados na coloração de Ziehl-Neelsen (ZN) e na técnica de imuno-histoquímica (IHQ) dos casos de herbívoros selvagens diagnosticados com tuberculose no Setor de Patologia Veterinária da UFRGS (SPV-UFRGS) no período de 2003 a 2012, registrando-se 12 casos da doença no período. A partir dos blocos de parafina foram confeccionadas novas lâminas histológicas, coradas com hematoxilina e eosina e coloração de ZN. As amostras foram submetidas à técnica de IHQ pelo método estreptavidina-biotina ligada a peroxidase para M. tuberculosis. Todos os animais eram adultos e pertenciam às seguintes espécies: cervo sambar (4/12), lhama (5/12), cervo vermelho (1/12), anta brasileira (1/12) e antílope Nilgai (1/12), provenientes de cativeiro. Na IHQ observou-se marcação acentuada (3/12), moderada (4/12) ou discreta (4/12), exceto em um caso em que não havia quantidade suficiente de material. As características histológicas, bem como os achados na coloração de ZN e na técnica de IHQ dos casos de herbívoros selvagens diagnosticados com tuberculose no SPV-UFRGS de 2003 a 2012 levaram ao diagnóstico de infecção por Mycobacterium sp., sendo métodos rápidos e eficientes, que podem ajudar na prevenção da disseminação da doença em animais do mesmo plantel a curto prazo. Em dois casos, houve isolamento de M. bovis, após três meses em cultivo, sendo a técnica padrão ouro para identificação do agente, porém tem como desvantagem a demora na obtenção dos resultados.
Abstract Tuberculosis is a debilitating granulomatous infectious disease, caused by acid-fast bacillus (AFB) that belongs to different species of Mycobacterium tuberculosis complex (MTC). Mycobacteriosis are important in veterinary medicine because of its zoonotic potential and worldwide distribution, affecting all classes of vertebrates. In wild animals, mycobacteriosis have been reported mainly as a problem in captivity. There are also reports in free-ranging wildlife, endangering and hampering tuberculosis erradication programs in animal production. The diagnosis is usually post mortem, because the tuberculin test is not standardized for wildlife species, and also it is not reliable for screening. At post-mortem exam, lesions were identified at necropsy, microscopic observation of AFB was made on ZN staining of tissues and mainly isolation and identification of the agent were performed. However, only gross and microscopic exams doesn’t distinguish Mycobacterium species involved on the lesion. IHC performed with polyclonal anti-M. CMT confirms tuberculosis infection, but is not specific, with other mycobacteria. The aim of this study was to describe, through a retrospective study, the histological features of the lesion, as well as the findings in Ziehl-Neelsen (ZN) technique and immunohistochemistry (IHC) of cases of wildlife herbivores diagnosed with tuberculosis in Setor de Patologia Veterinária UFRGS (SPV-UFRGS) during the period of 2003 to 2012. 12 cases were recorded in the period. Formalin fixed paraffin embedded tissues were recut and, stained with hematoxylin and eosin and ZN staining. The samples were submitted to IHC technique, method streptavidin-biotin peroxidase bound to M. tuberculosis. All animals were adults, living in captivity and belonged to the following species: sambar deer (4/12), llama (5/12), red deer (1/12), Brazilian tapir (1/12) and antelope Nilgai (1/12). In IHC, it was observed accentuated intensity of immunostaining (3/12), moderate (4/12) and discrete (4/12), except in a case where there was insufficient material. Histological features, as well as findings in ZN staining and IHC technique in wild life herbivores cases diagnosed with tuberculosis in SPV-UFRGS 2003-2012 led to the diagnosis of infection with Mycobacterium sp., turning into fast and efficient methods of diagnosis, which can help to prevent the spread of this disease in animals from the same herd in short term period. In two cases, M. bovis was isolated after three months in culture, which is the gold standard technique for the identification of the agent, but has the disadvantage of lateness in obtaining results.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/81284
Arquivos Descrição Formato
000902171.pdf (751.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.