Repositório Digital

A- A A+

Neoplasias cutâneas em cães

.

Neoplasias cutâneas em cães

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Neoplasias cutâneas em cães
Autor Mazzocchin, Roberta
Orientador Gerardi, Daniel Guimarães
Co-orientador Ledur, Gabriela Reis
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do sul. Faculdade de Veterinária. Curso de Medicina Veterinária.
Assunto Biopsias
Neoplasias cutâneas
Pequenos animais : Cirurgia veterinaria
[en] Canines
[en] Histopathology
[en] Prevalence
[en] Skin neoplasms
Resumo A pele é um órgão complexo com uma grande variedade de funções, sendo constituída por diferentes tipos de células e encontrando-se em constante exposição ao meio ambiente. Em virtude de sua estrutura complexa e constante exposição, uma enorme variedade de tumores pode acometer esse órgão. Devido ao seu alto índice de renovação celular, as chances de ocorrência de mutações são maiores que em outros tecidos, tornando a pele um lugar propício ao surgimento de neoplasias. Em cães, o histiocitoma cutâneo e o adenoma das glândulas sebáceas são os tumores benignos de pele predominantes. Os mastocitomas são as neoplasias malignas que se destacam. O carcinoma de células escamosas, lipoma, adenoma perianal e tricoblastoma são outros tumores de origem cutânea de grande importância para medicina veterinária. Por meio de uma análise retrospectiva entre fichas arquivadas, no Serviço de Arquivo Médico Estatístico (SAME), foram analisadas as frequências de neoplasias cutâneos em cães atendidos no Hospital de Clínicas Veterinárias da UFRGS entre os anos de 2008 a 2012. Ao decorrer das análises dos dados foram coletadas informações relevantes ao estudo como: raça, sexo, e idade dos animais, bem como, número de neoplasias cutâneas, regiões corpóreas afetadas, além da conformação e característica de cada tumor. Somente foram inclusos no estudo os animais que tiveram o diagnóstico confirmado por exame histopatológico, a fim, de assegurar maior veracidade na frenquência de cada tumor cutâneo diagnosticado na rotina clínica do Hospital de Clínicas Veterinárias da UFRGS. No total foram analisadas 515 prontuários de cães com diagnóstico suspeito de neoplasias cutâneas no HCV – UFRGS, sendo que apenas 87 (16,89%) apresentaram diagnóstico confirmado por exame histopatológico. Dos 87 caninos, 40 (34,8%) eram machos e 47(65,2%) eram fêmeas. A faixa etária predominante entre os pacientes foi de mais de nove anos de idade (48,28%). Em relação a raça, a maior parte dos cães não possuíam raça definida. Foram encontrados um total de 93 neoplasias cutâneas, dado que alguns animais apresentaram mais de um tipo de neoplasma. Constatou-se que das 93 neoformações, 58 (62,37%) eram malignas e 35 (37,63%) benignas. Quanto a origem 33 (35,48%) eram epiteliais, 33 (35,48%) originárias de células redondas, 20 (21,51%) de origem mesenquimal e 7 (7,53%) melanocíticas. Os cinco principais tumores encontrados em ordem decrescente de freqüência foram: mastocitoma, carcinoma de células escamosas, melanoma, adenoma sebáceo e hemangiossarcoma.
Abstract Skin is a complex organ with a wide variety of functions, being constituted by different types of cells and being in constant exposure to the environment. Because of its complex structure and constant exposure, a huge variety of tumors can affect this organ. Due to its high rate of cell renewal, the chances of occurrence of mutations are higher than in other tissues, making skin a place conducive to the emergence of malignancies. In dogs, cutaneous histiocytoma, and sebaceous gland adenomas are benign skin predominate. Mast cell tumors are malignant neoplasms that stand out. The squamous cell carcinoma, lipoma, and perianal adenoma trichoblastoma are other tumors of cutaneous origin of great importance to veterinary medicine. Through a retrospective analysis from archived records, the Statistical Service Medical Records (SAME), we analyzed the frequency of cutaneous neoplasms in dogs treated at the Veterinary Hospital of UFRGS between the years 2008-2012. The course of the analyzes of the data were collected information relevant to the study as race, gender, and age of the animals, as well as the number of skin cancers, body regions affected, besides the conformation and characteristics of each tumor. Were only included in the study animals that were confirmed by histopathology, in order, to ensure greater accuracy in frenquência each skin tumor diagnosed in routine clinical Veterinary Hospital UFRGS. In total we analyzed 515 medical records of dogs with suspected diagnosis of cutaneous neoplasms in HCV - UFRGS, with only 87 (16.89%) were diagnosed by histopathology. Of the 87 dogs, 40 (34.8%) were males and 47 (65.2%) were females. The age distribution among patients was more than nine years of age (48.28%). Regarding race, most dogs lacked breed. We found a total of 93 skin cancers, as some animals had more than one type of neoplasm. It was found that the new formations 93, 58 (62.37%) were malignant and 35 (37.63%) benign. Regarding the origin of 33 (35.48%) were epithelial, 33 (35.48%) originating round cell, 20 (21.51%) of mesenchymal origin, and 7 (7.53%) melanocytic. The five primary tumors found in decreasing order of frequency were: mast cell tumor, squamous cell carcinoma, melanoma, sebaceous adenoma and hemangiosarcoma.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/81289
Arquivos Descrição Formato
000902313.pdf (785.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.