Repositório Digital

A- A A+

Os valores pessoais dos consumidores internacionais de vinho orgânico : um estudo comparativo entre grupos

.

Os valores pessoais dos consumidores internacionais de vinho orgânico : um estudo comparativo entre grupos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Os valores pessoais dos consumidores internacionais de vinho orgânico : um estudo comparativo entre grupos
Autor Callegaro-de-Menezes, Daniela
Orientador Padula, Antonio Domingos
Data 2006
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Centro de Estudos e Pesquisas em Agronegócios. Programa de Pós-Graduação em Agronegócios.
Assunto Agronegócios
Cadeia produtiva : Vinho
Comportamento do consumidor
[en] Cluster Analysis
[en] Organic wine chain
[en] Personal values
Resumo O presente trabalho busca desenvolver um estudo comparativo entre três culturas distintas buscando identificar os valores pessoais dos consumidores de vinho orgânico. Percebe-se, atualmente, entre os países em desenvolvimento um grande avanço na internacionalização da comercialização de sua produção agroalimentar. Esses países estão cada vez mais conscientes de sua interdependência global e reconhecem neste contexto oportunidades de expansão de seus mercados. Estas oportunidades podem ser efetivas, uma vez que em países com alto grau de industrialização, as limitações para produção agrícola é uma realidade. Dentre as diferentes transformações que estão ocorrendo nos sistemas de produção e nos comportamentos de consumo, pode-se realçar a produção orgânica. Desta forma, este estudo tem como objetivo realizar um estudo comparativo entre consumidores de três diferentes nacionalidades (brasileira, francesa e espanhola), tendo como base seus valores pessoais. Tomou-se como base teórica para este estudo, conceitos relacionados principalmente à internacionalização (BASSI, 1997), cadeias produtivas (CHRISTOPHER, 1997), cultura (HOFSTEDE, 1980) e valores pessoais (KAHLE, 1983). Com isso, identificou-se que o método mais adequado a ser utilizado nesta pesquisa seria desenvolvido em duas etapas. A primeira etapa teve como objetivo fornecer subsídios para a elaboração do questionário aplicado. Foram realizadas vinte e cinco entrevistas nas localidades pesquisadas no Brasil (Porto Alegre), na França (Montpellier) e na Espanha (San Sebastián), com especialistas sobre produção e mercado de produtos orgânicos, com consumidores de vinho orgânico bem como com intermediários que comercializam o vinho orgânico e puderam contribuir com a experiência no contato com os produtores e consumidores. A segunda etapa da pesquisa se deu por meio da coleta dos dados a partir de questionário elaborado em função dos resultados da primeira etapa. O questionário foi desenvolvido em português e posteriormente traduzido para o francês e espanhol por profissionais especializados. A análise dos dados se deu através de Análise de Cluster, o que permitiu reconhecer os comportamentos das culturas distintas, além de identificar questões em comum. Entre os 3 clusters identificados, observou-se que o Cluster 1, classificado como Coletivistas, apresenta características de mercado de massa, não percebendo valor suficiente no vinho orgânico para justificar o pagamento de um preço mais elevado. Apesar de serem orientados para questões coletivas, não percebem a proposta de amenizar o impacto no ambiente e a valorização do produtor rural como argumentos para aquisição. Os Individualistas, cluster 2, apresentaram uma preocupação muito grande com as suas realizações pessoais. Mostraram envolvimento moderado com as questões ambientais e procuram desfrutar dos seus recursos em benefício próprio. Há uma grande proximidade entre este cluster e as características da cultura francesa. O Cluster 3, classificado como Afetuosos, devido ao valor pessoal considerado mais importante, se mostra mais acessível aos argumentos da produção orgânica, apresentando orientações bastante individualistas, mas valorizando principalmente o Relacionamento caloroso com os outros. Os seus integrantes reconhecem valor no vinho orgânico e aceitam pagar um preço mais elevado por isso. Para uma proposta de manter o vinho orgânico num posicionamento de status com diferencial, este cluster é o mais adequado para ser trabalhado. Com estes resultados, foi possível desenvolver um conjunto de propostas de atuação por parte da cadeia produtiva do vinho orgânico visando os mercados local e internacional.
Abstract This work aims to develop a comparative study among three distinct cultures trying to identify the personal values of the consumers of organic wine. Currently, among developing countries, it is possible to note a marked advance in the internationalization of the commercialization of their food production. These countries are ever more aware of their global interdependence and the opportunities for the expansion of their markets. Such opportunities may become real, given that, in highly industrialized countries there are limitations of agricultural production. Among the different transformations taking place in production systems and consumer behavior, organic production is of particular note. This way, this study aims to do a comparative study among consumers of three different nationalities (Brazilian, French and Spanish) using as a base their personal values. The study consisted of two stages. The aim of the first stage was to supply subsidies for the elaboration of the applied questionnaire. In Brazil (Porto Alegre), France (Montpellier) and Spain (San Sebastián), twenty-five interviews were carried out with specialists in the production of, and market for organic products and consumers of organic wine, as well as with traders of organic wine, who were able to contribute with their experience of contact with both producers and consumers. The second stage of the study consisted of the collection of data obtained from a questionnaire elaborated based on the results from the first stage. The questionnaire was prepared in Portuguese and then translated into French and Spanish by specialized professionals. The analysis of the data was made through Cluster Analysis with allowed to recognize the behaviors of the distinct cultures, as well as identifying questions in common. Among the 3 clusters identified, it was observed that Cluster 1, classified as Collectives, has some characteristics of mass market and its components don’t perceive value in the organic wine to justify the payment of a raised price. Although to be guided for collective questions they don’t understand the proposal to reduce the impact in the environment and the valuation of the agricultural producer as arguments for acquisition. The Individualists, cluster 2, are concerned with its personal accomplishments. They show a moderate involvement with the ambient issues and try to enjoy its resources in proper benefit. It is a great proximity of this cluster to the characteristics of the French culture. Cluster 3 is classified as Affectionate, due to the indication of Warm relationship with the others as the most important personal value. It seems to be more accessible to the arguments of the organic production, spite of their individualistic orientations. Its integrants perceive value in the organic wine and accept to pay a higher price for this. Considering the aim of to keep the organic wine in a positioning of status with differential, this cluster is indicated. The results of this study permit the development of a set of proposals of performance on the organic wine chain productive aiming at the local and international markets.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/8145
Arquivos Descrição Formato
000569000.pdf (709.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.