Repositório Digital

A- A A+

Detection of P element transcripts in embryos of Drosophila melanogaster and D. willistoni

.

Detection of P element transcripts in embryos of Drosophila melanogaster and D. willistoni

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Detection of P element transcripts in embryos of Drosophila melanogaster and D. willistoni
Autor Blauth, Monica Laner
Bruno, Rafaela Vieira
Abdelhay, Eliana Saul Furkim Werneck
Loreto, Élgion Lúcio da Silva
Gaiesky, Vera Lucia da Silva Valente
Abstract The P element is one of the most thoroughly studied transposable elements (TE). Its mobilization causes the hybrid dysgenesis that was first described in Drosophila melanogaster. While studies of the P element have mainly been done in D. melanogaster, it is believed that Drosophila willistoni was the original host species of this TE and that P was transposed to the D. melanogaster genome by horizontal transfer. Our study sought to compare the transcriptional behavior of the P element in embryos of D. melanogaster, which is a recent host, with embryos of two strains of D. willistoni, a species that has contained the P element for a longer time. In both species, potential transcripts of transposase, the enzyme responsible for the TE mobilization, were detected, as were transcripts of the 66-kDa repressor, truncated and antisense sequences, which can have the ability to prevent TEs mobilization. The truncated transcripts reveal the truncated P elements present in the genome strains and whose number seems to be related to the invasion time of the genome by the TE. No qualitative differences in antisense transcripts were observed among the strains, even in the D. willistoni strain with the highest frequency of heterochromatic P elements.
Resumo O elemento P é um dos elementos transponíveis (TE) mais amplamente estudado. Sua mobilização causa a disgenesia do híbrido que foi primeiramente descrita em D. melanogaster. Apesar dos estudos sobre o elemento P terem sido realizados principalmente com D. melanogaster, acredita-se que D. willistoni foi a espécie hospedeira original deste TE e que ele se transpôs para o genoma de D. melanogaster por transferência horizontal. Nosso estudo visou a comparação do comportamento transcripcional do elemento P em embriões de D. melanogaster, que é a hospedeira recente, com o de embriões de duas linhagens de D. willistoni, uma espécie que é, a longo tempo, hospedeira do elemento P. Em ambas as espécies foram detectados transcritos potenciais da transposase, enzima responsável pela mobilização do TE, bem como transcritos do repressor de 66-kDa e de seqüências truncadas e antisenso, os quais podem ter a habilidade de prevenir a mobilização de TEs. Os transcritos truncados refletem os elementos P truncados presentes no genoma das linhagens e cujo número parece relacionado com o tempo de invasão do genoma pelo TE. Nenhuma diferença qualitativa de transcritos antisenso foi observada entre as espécies, mesmo na linhagem de D. willistoni com alta freqüência de elemento P heterocromático.
Contido em Anais da Academia Brasileira de Ciências. Rio de Janeiro. Vol. 80, n. 1 (mar. 2008), p. 167-177
Assunto Drosophila melanogaster
Drosophila willistoni
Elemento p
[en] D. willistoni
[en] Drosophila
[en] Hybrid dysgenesis
[en] P element
[en] RNAi
[en] Transposable element
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/81590
Arquivos Descrição Formato
000837505.pdf (1.393Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.