Repositório Digital

A- A A+

Caracterização anatômica e fisiológica da interação porta-enxerto/copa em videiras

.

Caracterização anatômica e fisiológica da interação porta-enxerto/copa em videiras

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Caracterização anatômica e fisiológica da interação porta-enxerto/copa em videiras
Autor Santarosa, Emiliano
Orientador Souza, Paulo Vitor Dutra de
Co-orientador Mariath, Jorge Ernesto de Araujo
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia.
Assunto Anatomia vegetal
Fisiologia vegetal
Morfologia vegetal
Porta-enxerto
Uva
Resumo A interação entre porta-enxerto e variedade copa pode interferir no equilíbrio vegetativo e produtivo da videira, afetando em alguns casos a morfologia, anatomia e fisiologia das plantas. O objetivo desta pesquisa foi avaliar a interação e influência de porta-enxertos sobre o desenvolvimento vegetativo em mudas de Vitis vinifera, com ênfase em variáveis anatômicas e fisiológicas. Os experimentos foram realizados no período de 2009 a 2012, na casa de vegetação da Faculdade de Agronomia e no Laboratório de Anatomia Vegetal – UFRGS, em Porto Alegre - RS, Brasil. Utilizou-se genótipos de Paulsen 1103 (Vitis berlandieri x Vitis rupestris), Mgt. 101-14 (Vitis riparia x V. rupestris) e SO4 (V. berlandieri x V. riparia) e duas variedades copa: Cabernet Sauvignon e Merlot. Avaliou-se, sem e com enxertia, variáveis de crescimento vegetativo; variáveis anatômicas do sistema vascular, como quantificação dos tecidos estruturais, frequência e diâmetro dos elementos de vaso; variáveis fisiológicas como trocas gasosas, eficiência no uso da água e carboxilação, potencial de condutividade hidráulica, conteúdo de reservas e relações nutricionais. Houve diferenças no crescimento vegetativo desde a fase de muda, sendo P1103 e SO4 mais vigorosos que o Mgt. 101-14, principalmente quanto ao sistema radicular. Porta-enxertos com maior vigor proporcionaram maior diâmetro dos vasos, maior área de xilema e potencial de condutividade hidráulica dos ramos da copa. Ocorreu um aumento no diâmetro dos vasos, área de xilema e floema, e diminuição na densidade de vasos de acordo com a morfologia do ramo (ápice para a base). As trocas gasosas foram pouco influenciadas pela interação porta-enxerto/copa em condições de disponibilidade hídrica, havendo alterações em função da variedade copa. As interações alteraram as relações nutricionais, bem como o conteúdo absoluto de reservas e o metabolismo de carbono na videira, destacando o sistema radicular com maior conteúdo relativo e as estacas com maior conteúdo absoluto. Porta-enxertos interferem na atividade meristemática e na atividade cambial da variedade copa, modificando o sistema vascular e o padrão de vascularização em videiras, de acordo com o vigor dos materiais enxertados.
Abstract The interaction between rootstock and scion variety may interfere in vegetative balance and productive vine, in some cases affecting morphology, anatomy and physiology of plants. The objective of this research was to evaluate the interaction and influence of rootstocks on vegetative growth in seedlings of Vitis vinifera, with emphasis on anatomical and physiological variables. Experiments were carried out from 2009 to 2012, at the greenhouse of the Faculty of Agronomy and Plant Anatomy Laboratory - UFRGS, Porto Alegre - RS, Brazil. It was used genotypes Paulsen 1103 (Vitis berlandieri x Vitis rupestris), Mgt. 101-14 (Vitis riparia x V. rupestris) and SO4 (V. berlandieri x V. riparia) and two scion varieties: Cabernet Sauvignon and Merlot. Plants were evaluated with and without grafting including vegetative growth variables; anatomical variables of vascular system, such as quantification of structural tissues, frequency and diameter of vessel elements; physiological variables like gas exchange, water use efficiency and carboxylation, potential hydraulic conductivity, reserves content and nutritional relationships. There were differences in vegetative growth from the seedling stage. SO4 and P1103 were more vigorous than Mgt. 101-14, especially as the root system. Rootstocks with bigger vigor provided larger vessels diameter, larger xylem and potential hydraulic conductivity of scion branches. There was increase in vessels diameter, xylem and phloem area and decrease in vessel density in accordance with the morphology of branch (apex to base). Gas exchanges were barely influenced by rootstock and scion interaction in conditions of water availability, with changes related to scion variety. Interactions altered the nutritional relationships as well as the absolute reserves content and carbon metabolism in vine, highlighting the root system with greater relative content and stakes with bigger absolute content. Rootstocks interfere in meristematic and cambial activity on scion, modifying the vascular system and pattern of vascularization in vines, according to vigor of grafted material.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/81787
Arquivos Descrição Formato
000905574.pdf (178.2Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.