Repositório Digital

A- A A+

Sobre aprendizagem musical : um estudo de narrativas de crianças

.

Sobre aprendizagem musical : um estudo de narrativas de crianças

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sobre aprendizagem musical : um estudo de narrativas de crianças
Autor Pedrini, Juliana Rigon
Orientador Maffioletti, Leda de Albuquerque
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Criança
Educação musical
Narrativa
[en] Children’s narratives
[en] Meaning of musical experiences
[en] Musical learning
Resumo Esta pesquisa enfoca a aprendizagem na experiência musical narrada por crianças. Tem por objetivo compreender os significados atribuídos por crianças às suas aprendizagens musicais. Os participantes do presente estudo são três crianças, com idade entre 10 e 11 anos, que têm aula de música como uma das disciplinas obrigatórias que compõem o currículo escolar. A pesquisa acredita que as narrativas são fonte de conhecimento; que ao narrar uma história a pessoa organiza suas experiências, dando novos sentidos e significados ao que vivencia (BRUNER, 1997); e que a organização do pensamento em fala é um processo educativo (LARROSA, 1994). Com base nos estudos da Sociologia da Infância, a pesquisa entende as crianças como agentes sociais capazes de produzir conhecimentos que podem ajudar a compreender o mundo em que vivem (SARMENTO, 2009, 2005; SOARES, 2006; e CRUZ, 2008). Os principais autores que ajudaram a traçar os caminhos teórico-metodológicos foram Jean Clandinin e Michael Connelly (2011 e 1995b) e, no que se refere à Pesquisa Narrativa em Educação Musical, Margaret Barrett e Sandra Stauffer (2009). Foram realizadas três Entrevistas Narrativas com cada participante, a partir das quais elaborou-se esta Dissertação que retrata o modo como as crianças atribuem significado às suas aprendizagens musicais. Os resultados respondem às questões: Com quem, onde e como as crianças se relacionam com a música? O que é saber música? Por que ter aula de música na escola? Além da escola ou espaços de ensino de música sistematizados e o papel do professor, as crianças reconhecem suas próprias estratégias para aprender, como: ouvir música, prestar atenção em aula, estudar em casa, descobrir o que não é ensinado e não confiar sem crítica em tudo que os professores afirmam. As narrativas mostram que as crianças estão acompanhadas da família e da mídia em suas experiências musicais. A música pode ser observada nas narrativas das crianças nos três lugares comuns apresentados por Clandinin e Connelly (2011) e Clandinin, Puschor e Murray Orr (2007): Lugar, Temporalidade e Socialidade. Ao conhecer as experiências das crianças, pode-se avaliar o quanto a música faz parte de seu cotidiano. O conhecimento musical é reconhecido pelas crianças, principalmente, nas atividades de tocar um instrumento musical, ler partitura e dominar repertório. As crianças desta pesquisa, que têm aula de música na escola, deixaram claro o quanto as experiências escolares são prazerosas e servem de inspiração para estudos, desafios, questionamentos e planos futuros.
Abstract This research focuses on learning in musical experience narrated by children. It aims to understand the meanings assigned by children about their musical learnings. The participants of this study are three children aged between 10 and 11 years old who have music classes at school as one of the compulsory subjects that make up the curriculum. This research believes that narratives are a source of knowledge, that by telling a story a person organizes their experiences, giving new senses and meanings to what they experience (BRUNER, 1997), and that the organization of thought in speech is an educational process (LARROSA, 1994). Based on studies from Childhood Sociology, this research considers children as social agents capable of producing knowledge that can help understand the world in which they live in (SARMENTO, 2009, 2005; SOARES, 2006, and CRUZ, 2008). The main authors who helped outline the theoretical-methodological basis of this research were Jean Clandinin and Michael Connelly (2011 and 1995b), and, when it comes to Narrative Inquiry in Music Education, Margaret Barrett and Sandra Stauffer (2009). Three Narrative Interviews were conducted with each participant, from which the final reports that depict how they attribute meaning to their musical learnings were produced. The results answer the questions: With who, where and how children relate to music? What is know music? Why have music class in school? Apart from school or systematized music teaching spaces and the role of the teacher, children recognize their own strategies for learning, such as listening to music, paying attention in class, studying at home, finding out what is not taught, and not rely uncritically on everything teachers say. The narratives show that children are accompanied by family and media in their musical experiences. Music can be observed in the children’s narratives in the three commonplaces presented by Clandinin and Connelly (2011) and Clandinin, Puschor and Murray Orr (2007): Place, Temporality and Sociality. By knowing the children’s experiences, we can assess how music is part of their daily lives. Musical knowledge is especially recognized by children in activities where they play a musical instrument, read music and master repertoire. The children from this research, who have music classes at school, made it clear how pleasurable school experiences are and serve as an inspiration for studies, challenges, questionings and future plans.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/83255
Arquivos Descrição Formato
000906201.pdf (1.602Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.