Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da qualidade de vida em cardiopatia isquêmica : validação de instrumentos para uma população brasileira

.

Avaliação da qualidade de vida em cardiopatia isquêmica : validação de instrumentos para uma população brasileira

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da qualidade de vida em cardiopatia isquêmica : validação de instrumentos para uma população brasileira
Autor Franzen, Elenara
Orientador Polanczyk, Carisi Anne
Data 2005
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde: Cardiologia e Ciências Cardiovasculares.
Assunto Cardiopatias
Estudos de validação
Isquemia miocárdica
Qualidade de vida
Questionários
Reprodutibilidade dos testes
[en] Portuguese
[en] Reproducibility
[en] Responsiveness
[en] Seattle Angina Questionnaire
[en] SF-36
Resumo Objetivos: validar versões em português do Short Form Health Survey (SF-36) e do Seattle Angina Questionnaire (SAQ) para avaliação de qualidade de vida em pacientes brasileiros com cardiopatia isquêmica. Métodos: estudo transversal com instrumentos traduzidos e aplicados em dois grupos: em 200 pacientes ambulatoriais com cardiopatia isquêmica estável em dois momentos, com intervalo de 14 dias; e em 50 pacientes antes e 30 dias após a angioplastia. Classe funcional foi avaliada pelo Specific Activity Scale. Testes de correlação intraclasse, Cronbach α e Wilcoxon foram utilizados. Resultados: os participantes dos dois grupos apresentaram características clínicodemográficas semelhantes, sendo a taxa de resposta de 78% e 76% no reteste. Reprodutibilidade dos instrumentos (coeficiente α de Cronbach) variou de 0,70 a 0,90 e 0,62 a 0,79 para os domínios do SF-36 e do SAQ, respectivamente. Estabilidade dos instrumentos em 14 dias (coeficiente de correlação intraclasse) foi >0,68 e >0,49 para os domínios do SF-36 e SAQ. No quesito responsividade, o SF-36 demonstrou melhora nos domínios capacidade funcional (10,5), dor (16,5), vitalidade (13,5), aspecto social (10,1) e saúde mental (9,8); e no SAQ, nos domínios estabilidade (41,1) e freqüência (27,3) da angina e percepção da doença (12,0). Os domínios do SF-36 e do SAQ, exceto um, foram consistentemente relacionados à classe funcional. Conclusão: as versões traduzidas dos instrumentos mostraram desempenho adequado sem diferenças entre si, sugerindo serem reprodutíveis, responsivas e válidas para a avaliação da qualidade de vida em pacientes com cardiopatia isquêmica no Brasil.
Abstract Objectives: To validate Portuguese-language versions of the Short Form Health Survey (SF-36) and of the Seattle Angina Questionnaire (SAQ), for the evaluation of quality of life in Brazilian patients with ischemic heart disease. Methods: Cross-sectional study using instruments translated and applied to two groups: 200 outpatients with stable ischemic cardiomyopathy at two points in time- 14-day interval; and 50 patients pre and 30 days post angioplasty. Functional class was evaluated by the Specific Activity Scale. Intra-class correlation, Cronbach’s alpha and Wilcoxon tests were used. Results: The participants in both groups presented similar clinical-demographic characteristics, and the rate of response in the retest was 78% and 76%. Reproducibility of the instruments (Cronbach alpha coefficient) varied from 0.70 to 0.90 and 0.62 to 0.79 for the SF-36 and SAQ domains, respectively. Stability of instruments in 14 days (intraclass correlation coefficient) was ≥0.68 and ≥0.49 for the SF-36 and SAQ domains. For the responsiveness item, SF-36 showed improvement in the domains physical functioning (10.5), bodily pain (16.5), vitality (13.5), social functioning (10.1) and mental health (9.8); and in SAQ in those concerning stability (41.1) and frequency (27.3) of angina and disease perception (12.0). The SF-36 and SAQ domains except one were consistently related to functional class. Conclusion: The translated versions of the instruments showed an adequate performance without differences amongst them, suggesting that they are reproducible, responsive and valid to evaluate quality of life in ischemic heart disease patients in Brazil.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/8328
Arquivos Descrição Formato
000573726.pdf (417.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.