Repositório Digital

A- A A+

Gente-caracol : a cidade contemporânea e o habitar as ruas

.

Gente-caracol : a cidade contemporânea e o habitar as ruas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Gente-caracol : a cidade contemporânea e o habitar as ruas
Autor Gomes, Rita de Cássia Maciazeki
Orientador Sousa, Edson Luiz Andre de
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional.
Assunto Cidades : Aspectos sociais
Moradores de rua
Subjetividade
[en] Contemporary city
[en] Interventional research
[en] Politics
[en] Street population
[en] Ways of subjectivation
Resumo Este trabalho tem como eixos de reflexão a Cidade Contemporânea e o Habitar as Ruas. Partimos de um foco: as pessoas em situação de rua. Mas entendemos que pensar a população de rua não se dá de forma isolada, mas em conexão com a cidade e o habitar as ruas. Buscamos investigar como se dá o processo de subjetivação das pessoas no espaço urbano da cidade contemporânea e, em especial, daquelas em situação de rua. A partir dos pressupostos da pesquisaintervenção, oriunda da Análise Institucional Socioanalítica, estabelecemos o que chamamos de encontro-intervenção com a população de rua. Procuramos dar visibilidade a uma realidade que pouco temos contato, e por muitas vezes, já impregnada, estereotipada, estigmatizada a respeito de quem seja a população em situação de rua. Apostamos, então, na abertura de espaços para a apresentação de falas, discursos, textos, conversas, diálogos com nossos interlocutores na tentativa de constituir um mapeamento das relações que se estabelecem no espaço urbano. Assim, podemos entender de duas formas o enunciado “habitar as ruas”: enquanto espaço de interação, de encontro, espaço da polis. Espaço de pensar a vida, de relacionar-se com o outro, de construir alternativas de vida de qualidade para todos e não apenas para alguns. E também, como espaço de abrigo, refúgio para aqueles que não moram entre quatro paredes, e têm a rua como casa. O habitar as ruas vem num sentido propositivo de abrirmos brechas em nossas relações para o convívio com o outro, com o diferente. Abrir-se a uma cidade múltipla, uma cidade do contato, da vida.
Abstract The axes of reflection in this paper are the Contemporary City and Street-Dwelling. Our starting point is the people who are in street situation, but it is our understanding that one cannot isolate the study of the street population without expanding the context to the city and the concept of street-dwelling. We tried to investigate how the process of subjectivation of people in the urban space of the contemporary city takes place, specifically regarding those who live in the streets. Based on the assumptions of interventional research originated from the Socio-institutional Analysis, we established what we called interventional meeting with the street population. We tried to bring to the fore a reality that we are not familiar with; and often causes the population in street situation to be viewed in a prejudiced, stereotyped and stigmatized way. Therefore, we widened our scope to present speeches, discourses, texts, talks and dialogues with our interlocutors, in the attempt of mapping out the relationships that occur in the urban space. Thus, there are two ways one can understand the proposition "street dwelling": as a space for interacting; for meeting; a polis – a space to reflect on life; to relate to one another; to build quality life alternatives for all and not just for some. And also as a shelter, a refuge for those who do not live within four walls and use the streets as a home. The street-dwelling concept bears a notion that we should breach the walls in our relationships to live with otherness; to open up to a multiple city; a city of connection, of life.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/8342
Arquivos Descrição Formato
000574022.pdf (279.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.