Repositório Digital

A- A A+

Educação infantil : a educação e o cuidado enquanto espaços de subjetivação

.

Educação infantil : a educação e o cuidado enquanto espaços de subjetivação

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Educação infantil : a educação e o cuidado enquanto espaços de subjetivação
Outro título Childish Education: the education and the care while subjectivation’s spaces
Autor Flach, Flávia
Orientador Sordi, Regina Orgler
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional.
Assunto Bebê
Creche
Cuidado da criança
Educação infantil
Psicanálise
Subjetividade
[en] Care
[en] Childish Education School
[en] Education
[en] Nursey
[en] Psychoanalysis
[en] Subjective constitution
Resumo Nos últimos anos, o Brasil tem passado por transformações no que se refere ao desenvolvimento de programas de atendimento à criança pequena. Faz parte da realidade atual de nossa sociedade a entrada de crianças cada vez menores em Creches ou Escolas de Educação Infantil. Muitos são os esforços para tornar essas instituições cada vez mais estruturadas e reconhecidas como espaços fundamentais para o desenvolvimento infantil. Sabemos que os primeiros anos de vida da criança são importantes para o desenvolvimento psíquico e por esse motivo faz-se necessário pensar sobre a relação que se estabelece entre os professores e monitores e os bebês de Berçário I. Este trabalho parte da idéia de que esses profissionais ocupam um lugar na história psíquica dessas crianças. A pesquisa resgata o percurso histórico de como surgiram as primeiras Creches, como era organizado o atendimento à criança pequena, o que representam para essas instituições as modificações ocorridas nos últimos anos e o que se entende, nesse contexto, por educação e cuidado. A partir disso, esta pesquisa traz o olhar da psicanálise a respeito da constituição subjetiva repensando os termos educação e cuidado e refletindo sobre as possibilidades constitutivas das crianças no espaço das Escolas de Educação Infantil. Para tanto, foram escolhidas duas Escolas Municipais Infantis de uma cidade do interior do Estado do Rio Grande do Sul, onde foram realizadas observações em duas salas de aula de Berçário I; também foram ouvidas, em dois momentos as profissionais que lá atuam. Com isso, chegou-se à conclusão de que as instituições pesquisadas sustentam de maneira frágil os quatro eixos que referendam a constituição subjetiva. No caso de uma escola em particular, isso assume proporções alarmantes, já que aponta para uma situação de pobreza simbólica capaz de, no limite, deixar as crianças em situação de risco psíquico.
Abstract During the past years, Brazil has past through transformations about what refers to the development of little child’s attend programs. It is part of our current society’s reality, the entrance of each time more younger children in nurseries and Childish Education’s Schools. There are a lot of efforts to become these institutions better structured and recognized as a fundamental space to the childish development. We know that the first years of the child’s life are importants for the psychic development, and that is why is necessary to think about the relationship stablished between teachers, monitors and the nurseries 1’s babies. This assignment starts from the idea that these professionals hold a place in these children’s psychic history. The research starts with a historic route in order to understand how the first nurseries arised, how was organized the little child’s attend, what represented for these institutions the changes occured at the last years and what we can understand, in this context, about education and care. Starting from it, this research takes the psychoanalysis’ look about the subjective constitution rethinking the terms education and care and reflecting on the constitutives children’s possibilities at the Childish Education’s School’s space. Therefore, two Childish Municipal Schools were chosen from a small town of Rio Grande do Sul, where observations were made in two classrooms of nursery 1, also two professionals of these schools were heard in two moments. Therefore, was concluded that the researched institutions support by a fragile way the four axis wich referendum the subjective constitution; in the case of one school in particular, it takes alarming proportions since is point out to a simbolic poorness’ situation able to, in the limit, leaving the children in a psychic risc’s situation.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/8343
Arquivos Descrição Formato
000574047.pdf (1.291Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.