Repositório Digital

A- A A+

Rarefação e construção pictórica : paradoxos imagéticos (mestiçagens contidas na temporalidade de uma imagem videográfica rarefeita)

.

Rarefação e construção pictórica : paradoxos imagéticos (mestiçagens contidas na temporalidade de uma imagem videográfica rarefeita)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Rarefação e construção pictórica : paradoxos imagéticos (mestiçagens contidas na temporalidade de uma imagem videográfica rarefeita)
Autor Mello, Ricardo Perufo
Orientador Cattani, Icleia Maria Borsa
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Artes. Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais.
Assunto Arte contemporânea
Fotografia
Imagem cinematográfica
Imagem videográfica
Mestiçagem
Pintura
Poeticas visuais
[en] Cinematographic image
[en] Contemporary art
[en] Crossbreeding
[en] Painting
[en] Photography
[en] Video graphic image
Resumo Esta pesquisa instaurou investigação a respeito do estabelecimento do processo poiético pictórico aqui considerado, elaborado em meio à situação contemporânea do campo da pintura. A premissa foi a de que uma pesquisa em poéticas visuais deve contemplar os meandros de sua própria construção – ou seja, sua poiética – concomitantemente a essa construção. Ou seja, os estudos e análises foram guiados pelos desdobramentos da poiética e, simultaneamente, forneceram seus parâmetros para a continuidade desses desdobramentos. Assim, construiu-se uma pintura que se dá de modo lento e manual, e que tem como seu ponto de partida a tentativa da fiel cópia visual de uma imagem videográfica apropriada, que é projetada sobre a tela, na escuridão, pelo slide fotográfico. Por conta da lentidão e da demora da feitura, o slide fotográfico degrada-se nesse decorrer. Essa contingência foi nomeada como rarefação e, assim, no princípio da pesquisa, partiu-se da hipótese de que esse era o fator responsável por conferir o aspecto esmaecido que, entre outros aspectos da fatura pictórica, distancia a imagem pintada da original. A captação dessa imagem inicial, invariavelmente, registra a exibição no vídeo de um frame oriundo de um filme cinematográfico. Portanto, o trabalho efetua um amálgama resultante dessas traduções imagéticas, mas sem fundilas totalmente, o que caracteriza uma relação de mestiçagem. Dessa maneira, a pesquisa contemplou, ainda, uma aprofundada abordagem analítica dessas mídias, seus suportes e suas normas de apresentação visual no que tange à definição da imagem bidimensional, na medida em que isso pôde atender a compreensão e o desenvolvimento da construção da fatura pictórica específica deste trabalho. A pintura envolve uma feitura que é operada pelo tato, utilizando-se apenas de pincéis e tinta acrílica, copiando-se ponto a ponto da retícula videográfica, em camadas de cores puras aplicadas de forma metódica e isoladas entre elas. Trata-se de uma prática laboriosa que leva, literalmente, centenas de horas em ateliê. Essa maneira vagarosa de proceder é norteada por uma temporalidade que difere deliberadamente da imediatez própria ao mundo urbano atual e a seus inúmeros dispositivos – mediadores de tarefas, afazeres e comunicações humanas. E é isso que constitui e caracteriza o núcleo conceitual desta pesquisa e define um modo de agir inerente ao – e indissociável do – seu problema principal, de seus objetivos e de sua metodologia.
Abstract This research began with an investigation on the establishment of the pictoric poietic process here considered, elaborated amid the contemporary painting field. The premise was that a research on visual poetics must contemplate the intricacies of its on construction – in other words, its poietic – concomitantly to this construction. In other words, the studies and analysis were guided by the poietic developments, and, simultaneously, provided their parameters to the continuity of these developments. Thus, a painting made in a very slow and handmade process was constructed, having its starting point on the attempt of a faithful visual copy of an appropriated videographic image which is projected on a canvas, in the darkness, by the photographic slide. Due to the slowness and delay in the making, the photographic slide disintegrates itself during this process. This contingent was named as rarefaction and, thus, the research began with the hypothesis that this was the responsible factor for a dimmed appearance that, among other aspects of the pictorial development, distances the painted image from the original. This initial image capture, invariably, records the display on the video of a frame coming from a cinematographic film. Therefore, this work makes an amalgam resulted from this imagetic translations without completely merging them – in a crossbreeding relation. Thus, this research also contemplated a deeper approach on the analysis of these media and visual presentation standards regarding the definition of the two-dimensional image, to the extent that it could meet the understanding and development of this work specific pictorial development. This painting involves a making process that is handmade operated, using only brushes and acrylic paint, copying, dot to dot, from the videographic reticle in layers of primary colors applied methodically and isolated between them. It is a laborious practice that leads to literally hundreds of hours in the studio. This slow proceeding way is guided by a temporality that deliberately differs from the immediacy of the urban world and its many current devices - mediators of tasks, duties and human communications. What, thereby, constitutes and characterizes the conceptual core of this research, and sets a course of action inherent in and inseparable from its main problem, its objectives and methodology.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/83561
Arquivos Descrição Formato
000906593.pdf (12.40Mb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.