Repositório Digital

A- A A+

A demanda dinâmica por trabalho na indústria do Rio Grande do Sul : uma análise a partir de microdados

.

A demanda dinâmica por trabalho na indústria do Rio Grande do Sul : uma análise a partir de microdados

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A demanda dinâmica por trabalho na indústria do Rio Grande do Sul : uma análise a partir de microdados
Autor Jacinto, Paulo de Andrade
Orientador Ribeiro, Eduardo Pontual
Data 2006
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Economia.
Assunto Análise econômica
Emprego : Indústria
Mercado de trabalho
Modelo econométrico
Rio Grande do Sul
[en] Adjustment costs
[en] Industrial employment
[en] Labor demand
[en] Panel data
[en] Partial adjustment model
Resumo O presente estudo tem como propósito fazer uma análise empírica da estrutura dos custos de ajustamento do emprego em indústrias no Brasil, a partir de dados microeconômicos de empresas industriais do Rio Grande do Sul. O estudo é motivado pelas grandes mudanças no emprego industrial nos anos 90 e 2000 e o fato estilizado de grande heterogeneidade na flutuação do emprego revelado na literatura de fluxos de emprego. Inicialmente, identifica-se a existência de diferentes estruturas teóricas para custos de ajustamento do emprego, que podem ser agrupadas em custos convexos e nãoconvexos e funções quadráticas (simétricas) e não lineares. Uma revisão da literatura empírica revela que poucos estudos no mundo e nenhum usando dados brasileiros consideram a possibilidade de custos não quadráticos e/ou convexos. A identificação da estrutura de custos de ajustamento divide-se em metodologias empíricas complementares. Primeiro, uma metodologia semi-paramétrica de flutuação do emprego industrial empregando modelos de sobrevivência e matrizes de transição, de modo inovador no Brasil, para diferenciar se os custos são convexos ou não. Segundo, dentro de um modelo paramétrico de demanda por emprego usual, permitindo comparações com a literatura, a estimação de forma funcional da função de demanda com custos de ajustamento quadrático e linear. Os resultados mostram que o modelo dinâmico com custos de ajustamento quadrático pode se útil para dar uma idéia da dinâmica do ajuste do emprego, porém não é o modelo mais adequado. Isso fica evidente a partir do momento em que os resultados do modelo geral, o qual contempla os custos de ajustamento quadrático e fixo, demonstram a necessidade de incorporar ambos os custos. Ao mesmo tempo, os modelos semi-paramétrico sugerem que os custos de ajustamento não-convexos têm mais apoio nos dados.
Abstract The aim of this study is, from microeconomic data from industrial companies of Rio Grande do Sul, to perform an empirical analysis of the employment adjustment costs in industries in Brazil. This study is motivated by the changes in industrial employment in the last and present decades and by the stylized fact of heterogeneity in job flows revealed in jog flow literature. Initially, is showed the existence of different theoretical structures to explain employment adjustment costs, which can be classified as convex and non-convex costs and quadratic (symmetrical) and non-linear functions. An empirical literature review reveals that few studies in the world, none of them using brazilian data, consider the possibility of non-quadratic and/or non-convex costs. The identification of the structure of adjustment costs is split in complementary empirical methodologies. First, an industrial job flow semi-parametrical methodology that uses survival models and transition matrixes, innovative in Brazil, to state if the costs are convex or not. Second, in the context of a usual employment demand parametric model, allowing comparisons with the literature, the estimation of the quadratic and linear adjustment costs’ demand function’s functional form. Results show that the dynamic model with quadratic adjustment can be useful to give a clue about the job adjustment dynamic, but that it’s not the most adequate one. This stays clear from the moment in which the results of the general model, which considers the lumpy and quadratic adjustment costs, show the need of incorporating both of these costs. At the same time, the semi-parametric models suggest that the non-convex adjustment costs have more data appeal.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/8505
Arquivos Descrição Formato
000578099.pdf (556.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.