Repositório Digital

A- A A+

Morbidade por causas externas em adolescentes de uma região do município de Porto Alegre

.

Morbidade por causas externas em adolescentes de uma região do município de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Morbidade por causas externas em adolescentes de uma região do município de Porto Alegre
Outro título Morbidity due to external causes in adolescents from a section of the municipality of Porto Alegre
Outro título Morbilidad por causas externas en adolescentes de un barrio de la municipalidad de Porto Alegre
Autor Cocco, Marta
Lopes, Marta Júlia Marques
Resumo O presente estudo buscou analisar a morbidade por Causas Externas entre adolescentes, considerando a demanda dos serviços de Atenção Básica de Saúde da Região Lomba do Pinheiro e Partenon, do município de Porto Alegre/RS, no período de 2002 a 2005. Os dados referentes ao perfil da morbidade foram coletados por meio dos registros de atendimentos de adolescentes na faixa etária de 10 a 19 anos, na demanda específica dos serviços. Para a analise utilizou-se estatística descritiva através do software SPSS 13.0. Dentre os resultados encontraram-se 442 adolescentes vítimas de Causas Externas, com predomínio do sexo masculino (64%), e tendo como principal local das ocorrências o domicílio (45,9%). Quanto ao tipo de causas externas, os acidentes domésticos (26,7%) foram mais freqüentes, seguidos por acidentes de esporte e lazer (13,7%), violência interpessoal (10,9%), acidentes com animais (10,5%) e violência sexual (6,2%). Frente a esses dados, cabe aos profissionais de saúde e aos serviços, criarem ações, estratégias e estabelecerem parcerias com outros setores, visando à desnaturalização da violência e dos acidentes e, conseqüentemente, seu enfrentamento. Neste sentido, a promoção de comportamentos e ambientes saudáveis, considerando as características sociais e culturais, e as “situações de vulnerabilidades” de cada grupo populacional, pode ser o foco.
Abstract This study searched to analyze the morbidity due to External Causes among adolescents considering the demand of the services of Basic Health Care in the Sections of Lomba do Pinheiro and Partenon in the city of Porto Alegre – RS from 2002 to 2005. The data related that the morbidity profile was collected during adolescents’ care aged from 10 to 19 years old upon their specific demand of services. The Analysis utilized the descriptive statistics by means of the software SPSS 13.0. Among the results, there were 442 adolescents who were victims of External Causes with predomination of masculine sex (64%). The domicile appeared as the main place of occurrences of this type of event (45, 9%). Among the most frequent, external causes were: domestic accidents (26, 7%), sports and leisure accidents (13, 7%), interpersonal violence (10, 9%), accidents with animals (10, 5%) and sexual violence (6, 2%). Given these data, it is for health professionals and services create actions, strategies and establishing partnerships with other sectors, aiming at its denaturalization of violence and accidents and, consequently, its solution. In this sense, the promotion of healthy behaviors and environments, considering the social and cultural characteristics, and "situations of vulnerability" of each population group, may be the focus.
Resumen Este estudio analiza la morbilidad debido a Causas Externas entre adolescente, considerando la demanda de los servicios de Atención Básica de Salud de las Regiones Lomba do Pinheiro y Partenon, de la municipalidad de Porto Alegre/RS, en el período de 2002 hasta 2005. Los datos referentes al perfil de la morbilidad fueron recolectados a través de los atendimientos de adolescente de 10 a 19 años registrados en la demanda específica de los servicios. El análisis utilizó estadística descriptiva a través del software SPSS 13.0. Entre los resultados, se encontraron 442 adolescente víctimas de Causas Externas, con predominio del sexo masculino (64%). El domicilio se configuró en el principal local de las ocurrencias de esa clase de evento (45,9%). Entre las clases de ocurrencia más frecuentes, se encuentran: accidentes domésticos (26,7%), accidentes de deporte y tiempo libre (13,7%), violencia interpersonal (10,9%), accidentes con animales (10,5%) y violencia sexual (6,2%). Teniendo en cuenta estos datos, es para los profesionales de la salud y los servicios, crear acciones, estrategias y el establecimiento de alianzas con otros sectores, con miras a su desnaturalización de la violencia y los accidentes y, por consiguiente, su solución. En este sentido, la promoción de comportamientos y entornos saludables, teniendo en cuenta las características sociales y culturales, y "situaciones de vulnerabilidad" de cada grupo de población, puede ser el enfoque.
Contido em Revista Eletrônica de Enfermagem. Goiânia. Vol. 12, n. 1 (2010), p. 89-97
Assunto Morbidade : Adolescente
Morbidade : Causas externas : Porto Alegre (RS)
[en] Adolescent;
[en] External causes
[en] Morbidity
[en] Primary health care
[es] Atención primaria de salud
[es] Morbilidad
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/85270
Arquivos Descrição Formato
000735908.pdf (85.29Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.