Repositório Digital

A- A A+

Expressão e regulação da iodotironina desiodase tipo 2 no aparelho reprodutor de ratos adultos

.

Expressão e regulação da iodotironina desiodase tipo 2 no aparelho reprodutor de ratos adultos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Expressão e regulação da iodotironina desiodase tipo 2 no aparelho reprodutor de ratos adultos
Autor Wajner, Simone Magagnin
Orientador Maia, Ana Luiza Silva
Co-orientador Wagner, Márcia dos Santos
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas : Endocrinologia.
Assunto Genitália masculina
Glândula tireóide
Hormônios tireóideos
Iodeto peroxidase
Modelos animais de doenças
Ratos
Testículo
Resumo Classicamente o testículo tem sido descrito com um órgão não-responsivo aos hormônios tireoidianos. Entretanto, nos últimos anos, diversos estudos têm demonstrado que os hormônios tireoidianos desempenham um papel crítico para o desenvolvimento e função testicular. Trabalhos realizados pelo nosso grupo identificaram a presença da desiodase tipo 2 (D2), enzima envolvida na conversão do T4 no hormônio ativo T3, no testículo de camundongos adultos e sua regulação pelo status tireoidiano. No entanto, a localização da D2 nos diferentes tipos celulares nesse órgão não foi estabelecida. O presente trabalho avaliou a expressão e atividade da D2 nas frações germinativa e somática do testículo, bem como sua atividade nos demais órgãos do aparelho reprodutor de ratos adultos. Para os ensaios de Real Time-PCR e determinação de atividade enzimática, os testículos de ratos controles e hipotireoideos (tratados com metimazol 0,03% por 4 semanas) foram removidos e imediatamente tratados enzimaticamente para isolamento de frações somática e germinativa. Os demais tecidos foram removidos e congelados para posterior utilização. Para os ensaios de hibridização in situ, os animais foram preparados, e os testículos, removidos e analisados. Os sinais de hibridização in situ, confirmados pela determinação dos níveis de mRNA da D2 através da técnica de Real Time-PCR, demonstraram a presença de transcritos da D2 em níveis significativamente maiores nas células germinativas quando comparado às células somáticas (P=0,001). A atividade enzimática da D2 nessas células foi de 0,23 ± 0,003 fmol/min.mg prot. As células tubulares somáticas, bem como as células intersticiais, foram virtualmente negativas para a presença da D2. Nos demais tecidos avaliados, a atividade da D2 foi detectada apenas na próstata (0,03 fmol/min.mg prot). A indução do hipotireoidismo aumentou significativamente a atividade da D2 na fração germinativa (p=0,03), e também na próstata (p=0,007). Este trabalho demonstra, pela primeira vez, a expressão da D2 nas células germinativas do testículo adulto, sugerindo um efeito do hormônio tireoidiano sobre o processo de espermatogênese.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/8542
Arquivos Descrição Formato
000579576.pdf (793.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.