Repositório Digital

A- A A+

Irmandades leigas em Porto Alegre : práticas funerárias e experiência urbana, séculos xviii-xix

.

Irmandades leigas em Porto Alegre : práticas funerárias e experiência urbana, séculos xviii-xix

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Irmandades leigas em Porto Alegre : práticas funerárias e experiência urbana, séculos xviii-xix
Autor Nascimento, Mara Regina do
Orientador Macedo, José Rivair
Data 2006
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto Cemiterios
História de Porto Alegre
Irmandades religiosas
Rituais funerarios
Urbanização
Resumo Esta tese investiga a atuação das irmandades religiosas no meio urbano, a partir da forte imbricação destas com a configuração da cidade e da contribuição que deram para a forma de administração das práticas funerárias em Porto Alegre, ao fim do período colonial até meados dos Oitocentos. Parte da constatação de que a transferência dos cemitérios, ocorrida em 1850, esteve intrinsecamente ligada às emergentes idéias liberais do século XIX, que, tendo como ponto-chave a modernização urbana, foram fundadoras da noção de que a cidade deveria ser, por excelência, lugar de circulação e de movimento. Elementos estes que não são interpretados como indicadores de mudança brusca e radical das formas de enterramento dos rituais católicos, mas indícios da continuidade das irmandades religiosas como administradoras de tais práticas, inseridas em um novo paradigma espacial.
Abstract This thesis investigates the action of religious brotherhoods in the urban environment, considering the deep entanglement between those associations and the configuration of the city, and also the contribution they gave to the management of common funeral practices at Porto Alegre, from the beginning of the colonial period, up to the middle of the 19th century. Our research begins with the finding that the cemetery relocation, that took place in 1850, was intrinsically tied to the emerging liberal ideas of the 19th century. Ideas – whose key point was urban modernization – that originated the notion that the city should be, essentially, a place of circulation and motion. These elements are not interpreted as indications of a sudden and radical change in the forms of burial in the catholic rituals, but as signs of the continuity of religious brotherhoods as administers of such practices, only reinstated on a new spatial paradigm.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/8574
Arquivos Descrição Formato
000581308.pdf (4.999Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.