Repositório Digital

A- A A+

Somos expressão, não subversão! : a gurizada punk em Porto Alegre

.

Somos expressão, não subversão! : a gurizada punk em Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Somos expressão, não subversão! : a gurizada punk em Porto Alegre
Autor Pereira, Angélica Silvana
Orientador Garbin, Elisabete Maria
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Análise do discurso
Comportamento social
Juventude
Movimento punk
Porto Alegre (RS)
Representação
Subcultura
[en] Belonging
[en] Punk
[en] Representation
[en] Young cultures
Resumo Esta Dissertação tem como objetivo discutir as diversas tramas narrativas pelas quais jovens ditos punks narram si mesmos, narram os outros e como são narrados em diversos espaços sociais de Porto Alegre. Tais sujeitos se encontram em espaços públicos da cidade, partilhando e atribuindo significados às suas práticas, através de vestimentas, músicas, bandas e diversos materiais que produzem por e para jovens punks de diversos lugares do mundo. Esses materiais, bem como as histórias contadas por alguns desses jovens, evidenciam diferentes posições de sujeito que ocupam, a partir dos lugares e dos papéis sociais que assumem. Os caminhos teóricometodológicos para esse estudo foram calcados no campo teórico dos Estudos Culturais e na etnografia pós-moderna, tendo nos diários de campo sua base para a construção de dados, além de conversas transcritas, textos de fanzines e imagens. Nas análises, focalizei os modos como tais jovens são representados nas narrativas de si mesmos e dos ‘outros’ acerca do ser/estar punk em Porto Alegre hoje, ano de 2006. Analisei também os pertencimentos dos jovens ao movimento punk, através dos processos de identificação pelos quais constituem suas identidades. Observou-se que através das práticas culturais específicas da cultura punk os jovens com os quais estive em contato se constituem como sujeitos, pertencendo ao grupo. A idéia de que é possível revolucionar o mundo a partir de transgressões às ‘ordens’ sociais pode ser entendida como uma oferta identitária para esses jovens. Observaram-se ainda diversos modos de ser/estar punk hoje em Porto Alegre, os quais são produzidos por um estado da cultura chamado de condição pós-moderna.
Abstract This dissertation aims to discuss narrative plots, which young people use to narrate themselves, narrate the others and how they are narrated in many different social places in Porto Alegre. These characters are found in public places of the city, sharing and giving sense to their practices, through feelings, songs, bands and various materials that they produce to and for young punks from lots of places in the world. These materials, as also the stories told by some of these young people, make evident different roles that they play as character, from the places and social roles they are part in. The theoric-methodological ways to this study were based on theoric field of Cultural Studies and in postmodern ethnography. It also had in dailies of field its base to data construction, besides transcript chats, passages of fãzines and images. In the analysis, I focused the way as these young people are represented in narratives about themselves and about “the others” concerning to to/be punk in Porto Alegre today, in 2006. I also made an analysis about belonging of young people who make part in punk moviment, through process of identification they use to create their identities. We could observe that young people with whom I made contact can make themselves being characters, belonging to the group, through specific cultural practices of punk culture. The idea about the possibility of revolutionizing the world from transgressions to social orders can be understood as a way of having identity. Still, several ways of to/be nowadays in Porto Alegre, which are producted by a state of culture called postmodern condition, were observed.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/8590
Arquivos Descrição Formato
000581842.pdf (4.665Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.