Repositório Digital

A- A A+

As origens de quatro arquitetos imigrantes alemães e sua obra habitacional no Rio Grande do Sul no início do século XX

.

As origens de quatro arquitetos imigrantes alemães e sua obra habitacional no Rio Grande do Sul no início do século XX

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título As origens de quatro arquitetos imigrantes alemães e sua obra habitacional no Rio Grande do Sul no início do século XX
Autor Grieneisen, Vera
Orientador Fiore, Renato Holmer
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Arquitetura. Programa de Pesquisa e Pós-Graduação em Arquitetura.
Assunto Arquitetura alemã : Rio Grande do Sul
Arquitetura moderna : História : Século XX
Filsinger, Franz
Habitação : Rio Grande do Sul
Imigração alemã : Rio Grande do Sul
Krause, Gerhard
Menschen, Hermann Otto
Obras e projetos
Rieth, Ernst Julius
Resumo O presente trabalho retoma o tema da contribuição da imigração alemã à arquitetura no Rio Grande do Sul, tema já estudado nas últimas décadas, sobretudo por Günter Weimer, buscando agora avançar na análise de elementos e características arquitetônicas que foram trazidas da Alemanha e influenciaram a produção local. Para isto, a pesquisa examina em particular os casos de quatro arquitetos imigrantes alemães, seus contextos de origem e formação na Alemanha e sua produção arquitetônica habitacional aqui no estado nas primeiras décadas do século XX. Hermann Menchen, Julius Rieth, Franz Filsinger e Gerhard Krause foram quatro de aproximadamente uma centena de arquitetos e construtores alemães, ou germânicos, que atuaram no estado durante a Republica Velha. Como todos eles estudaram e trabalharam na Alemanha antes de sua vinda para o Brasil, sua obra aqui é marcada pela influência alemã, objeto desta pesquisa. Com o estudo, portanto, de seus contextos de origem, sobre os movimentos de cultura na Alemanha da época, sobre as instituições de ensino, as cidades que conheciam e a produção arquitetônica que lhes pode ter servido de referência – no caso de Rieth, também através da apresentação de obras construídas na Alemanha –, o presente trabalho pretende estimular um novo olhar sobre a obra rio-grandense destes alemães, com análises de projetos de casas e prédios habitacionais, que contribuíram para o paulatino abandono da arquitetura eclética, rumo a novas soluções formais e espaciais.
Abstract The present work reexamines the contribution of German immigration to the architecture of Rio Grande do Sul, a subject which has already been studied in the past few decades chiefly by Günter Weimer, now aiming at expanding the analyses of the architectural elements and characteristics which were brought from Germany and influenced the local production. This research thus examines in particular the cases of four German architects who came to Brazil in the early 20th century, their contexts of origin and architectural training in Germany, and their projects of houses in Rio Grande do Sul during the first decades of the that century. Hermann Menchen, Julius Rieth, Franz Filsinger and Gerhard Krause were four of about a hundred architects and builders of German origin that worked at the time of the República Velha (1889-1930) in Rio Grande do Sul, southernmost state of Brazil. Since all four of them had studied and worked in Germany before coming to Brazil, their Brazilian work is marked by German influences, the object of this study. Thus, with the study of their contexts of origin, about the German cultural movements of the time, about architectural institutions and training, the towns they knew and the architectural production which may have influenced their own – and, in the case of Rieth, looking also at the works he built in Germany –, this paper tries, analysing projects of houses, to shed a new light on the Brazilian work of these Germans, who contributed to the progressive abandonment of the architecture of Eclecticism, thus searching for a new formal and spatial approach to architecture.
Zusammenfassung Die vorliegende Arbeit soll zur Forschung zur Einwirkung deutscher Baukultur duntersucht den Beitrag der deutschen Einwanderung der Architetkturgeschichte Porto Alegres beitragen indem sie die Eigentümlichkeit, die das Stadtbild durch das Miteinander luso-brasilianischer und deutscher Kultur erhalten hat. Sie stellt Wohnungsbauten von vier Archietkten deutschen Ursprung vors, die Anfang des 20ten Jahrhunderts nach Rio Grande do Sul gekommen waren. Hermann Menchen, Julius Rieth, Franz Filsinger und Gerhard Krause waren vier von circa einhundert deutschen Architekten und Bauunternehmern die zur Zeit der Velha Rebublica in Rio Grande do Sul wirkten. Da alle vier in Deutschland studierten und arbeiten bevor sie nach Brasilien kamen, ist ihr brasilianisches Werk von Einflüssen deutscher Architektur geprägt, deren Vorstellung Ziel dieser Arbeit ist . Basierend auf allgemeinen Informationen über die damals aktuellen Ströhmungen in Deutschland, über die Lehranstalten und die Städte die sie kannten – im Falle von Rieth auch über in Deutschland gebaute Werke – versucht die vorliegende Arbeit einen neuen Blick auf das rio-grandensische Werk dieser Deutschen zu lenken, die auf bemerkenswerte Weise zur allmählichen Aufgabe der historistischen Architektur und zur Suche nach formal und räumlich neuen Lösungsansätzen beigetragen haben.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/85915
Arquivos Descrição Formato
000909483.pdf (23.74Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.