Repositório Digital

A- A A+

Histórias de trabalhadores rurais se cruzando no passado e no presente : alfabetização de adultos : uma análise das práticas de "colonizadores" e "colonizados"

.

Histórias de trabalhadores rurais se cruzando no passado e no presente : alfabetização de adultos : uma análise das práticas de "colonizadores" e "colonizados"

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Histórias de trabalhadores rurais se cruzando no passado e no presente : alfabetização de adultos : uma análise das práticas de "colonizadores" e "colonizados"
Autor Salcides, Arlete Maria Feijó
Orientador Fischer, Nilton Bueno
Co-orientador Alves Filho, Eloy
Data 2005
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Alfabetização de adultos
Brasil
Educação de adultos
Educação do campo
Educação rural
Letramento
Política educacional
Portugal
Trabalhador rural
[en] Adult education
[en] Alphabetization
[en] Rural education
Resumo Na atualidade, a promoção do desenvolvimento rural em sua concepção ampla de sustentabilidade, qualidade de vida e preservação do meio ambiente, é, ainda, um dos maiores desafios que se coloca a pesquisadores, ao poder público, e, também, à sociedade. Objetivando contribuir com elementos que ampliem a compreensão que se têm sobre as experiências de educação escolar, destinadas a adultos que habitam áreas rurais no Brasil e em Portugal, mais especificamente, àquelas que têm por finalidade promover a alfabetização desses atores, e que resultam de políticas governamentais, tema constante no âmbito desses debates e estudos, busquei localizar e analisar significados construídos sobre a alfabetização, por adultos não alfabetizados residentes em áreas rurais desses países, uma vez que pude constatar, no conjunto de estudos que têm sido realizados, a ausência de uma “voz” que, acredito, possa lançar “novas luzes” para a obtenção dos efeitos esperados para essas ações, ou seja, a voz daquele que evade... a voz daquele que não adere às propostas de ensino. Considerando que as ações educativas deveriam partir de uma identificação de quem são esses sujeitos, de suas necessidades e expectativas, pessoais e coletivas, busquei analisar os significados presentes no sentido atribuído ao ato de alfabetizar-se, para cada sujeito em particular e para a “coletividade”, residente nas áreas rurais investigadas; e, ainda, viabilizar com que “saberes-verdades” que vêm regulando a formulação de políticas públicas e as respostas da população adulta a ações que os inclui ou exclui da condição de beneficiários, pudessem emergir. Nessa perspectiva, realizei três estudos de casos que serviram de base para um estudo comparativo: o primeiro e o segundo estudos envolveram, respectivamente, participantes residentes em áreas rurais situadas nos Estados de Goiás e Pará, no Brasil; e, o terceiro estudo, participantes residentes na área rural do Concelho de Sabrosa, Região de Trás-os-Montes e Douro, em Portugal. Através de consulta a documentos, informações disponíveis em bancos de dados, aplicação de questionário sócio demográfico e coleta de histórias de vida, foi possível identificar alguns aspectos que caracterizando políticas públicas em vigor nos dois países; caracterizar os participantes do estudo, em termos de identidade sexual, faixa-etária, estado civil, local de nascimento, tempo de residência na área rural, experiências escolares anteriores, experiências de trabalho, vínculos com sindicato rural e movimentos sociais, escolaridade do cônjuge e dos pais; e, ainda, construir categorias de análise que resultaram da localização de recorrências entre os depoimentos concedidos pelos participantes, tais como suas condições atuais de vida, seu acesso à escola na infância, seus objetivos pessoais para aprenderem a ler e a escrever, e, por fim, seu modo de valorizar o estudo. Esse esforço descritivoanalítico possibilitou com que eu pudesse considerar que a não adesão de adultos a Programas de educação pode estar relacionada tanto a seu modo particular e/ou coletivo de resistir a ações ou políticas públicas, atreladas às novas formas de governo da contemporaneidade, como, também, que sua maior ou menor participação em processos de escolarização possam ser explicadas por suas formas singulares e coletivas de existir e a seus singulares projetos de vida e àquilo que os caracteriza ou não enquanto coletividade. É possível, ainda, considerar que educadores brasileiros podem aprender, com os educadores portugueses, a formular propostas de educação que promovam, de forma integrada, a animação cultural dos grupos sociais a que se destinam.
Abstract Nowadays, the promotion of the rural development in its ample conception of sustainability, quality of life and the preservation of the environment is still one of the biggest challenges for the researchers, the public power and the society. Having the objective of contributing with elements that amplify the comprehension about the experiences of scholar education, destined to adults that live in the rural areas of Brazil and in Portugal, more specifically to those that have the finality of promoting the alphabetization of the actors, and that resulted from governmental politics, constant theme in the range of these debates and studies, I tried to locate and analyze significances established about alphabetizing by not-alphabetized adults that live in rural areas of the countries. I can verify, in the group studies that have been taken place, the absence of a “voice” that I believe can shine “new lights” over the acquisition of the wanted effects for these actions, in other words, the voice of the one that escapes... the voice of the one that doesn’t adhere to the teaching proposals. Considering that the educative actions should part from an identification of these subjects, of their personal and collective necessities and expectations, I tried to analyze the significances present in the meaning attributed to the act of alphabetizing, for each subject in particular and for the “collectivity”, resident in the rural areas investigated; and still make it possible that “thruth-knowledges” that have been adjusting to the formulation of public politics and the answers of the adult population to actions that include or excludes them from the condition of beneficiary, could emerge. n this perspective, I carried out three case studies that served as a base for a comparative study: the first and the second study involved, in this order, participants living in rural areas situated in the States of Goiás and Pará, in Brazil; and the o third study, participants living in a rural area located in Concelho of Sabrosa, Trás-os-Montes and Douro region in Portugal. Through document consultation, information available in data banks, application of social-demographic questionnaires and collecting life stories, it was possible to identify some aspects that characterize current public policies in both countries; characterize the participants of the study, as of sexual identity, age span, civil state, birth place, period of residence in the rural area, previous school experiences, work experiences, links to the rural syndicate and social movements, spouse’s and parent’s school history; and also construct analyses categories that resulted from the location of re-incidences between the depositions given by the participants, such as current life conditions, their access to school as children, their personal goals for learning how to read and write, and, finally, their way of valuing education. This descriptive-analytical effort allowed me to consider that the non-involvement of adults in education programs might be related to their private and/or collective way of resisting to public political actions, tied to new forms of contemporary government, as much as their greater or smaller participation in schooling processes may be explained by their singular and collective forms of existing and to their singular life projects and to that which characterizes or not as collectiveness. It is possible, still, to consider that Brazilian educators can learn from the Portuguese educators, formulating education proposals that promote, in an integrated form, the cultural animation of the social groups to which they are directed
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/8592
Arquivos Descrição Formato
000581912.pdf (4.100Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.