Repositório Digital

A- A A+

Diretrizes para avaliação dos impactos da produção enxuta sobre as condições de trabalho

.

Diretrizes para avaliação dos impactos da produção enxuta sobre as condições de trabalho

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Diretrizes para avaliação dos impactos da produção enxuta sobre as condições de trabalho
Autor Ferreira, Cleber Fabrício
Orientador Saurin, Tarcísio Abreu
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.
Assunto Ergonomia
Produção enxuta
Segurança do trabalho
[en] Ergonomics
[en] Health and safety
[en] Lean production
Resumo Este trabalho propõe diretrizes para a avaliação dos impactos da produção enxuta (PE) sobre as condições de trabalho de operadores de chão-de-fábrica, com ênfase no contexto da indústria da manufatura. As diretrizes foram aplicadas em um estudo de caso em uma linha de montagem de colheitadeiras de um fabricante de máquinas agrícolas que vem implementando, desde 2001, a PE como estratégia de produção em nível corporativo. Inicialmente, foi avaliado, qualitativamente, o nível de implementação das práticas enxutas (NIPE) na linha estudada. O instrumento de avaliação utilizado foi uma lista de verificação com 11 práticas de PE, subdivididas em 92 itens. A lista foi preenchida após a realização de 15 entrevistas com gerentes e supervisores de diversas áreas da empresa, observações diretas, análise de alguns padrões de trabalho e relato dos operadores. Em seguida, foram realizadas as seguintes atividades de campo para avaliar os impactos humanos da PE: a) entrevistas semi-estruturadas com seis técnicos e um engenheiro de segurança; b) coleta de dados de produção e segurança e saúde no trabalho; c) entrevistas semi-estruturadas com três grupos de dez operadores para análise da percepção destes sobre os aspectos positivos e negativos da PE, além de conduzir discussões de questões específicas desse sistema; d) aplicação de dois tipos de questionários, um para avaliar as condições atuais de trabalho (com 56 questões) e outro para avaliar as diferenças entre os sistemas antigo e novo de produção (com 42 questões), respondidos por 91 e 67 operadores, respectivamente, de um total de 122; e) retorno dos resultados dos questionários para um grupo de 65 operadores para validação da análise desses resultados. Os resultados das diversas etapas foram analisados e discutidos segundo uma estrutura de análise de dados por similaridade de assunto, denominadas de constructos. A avaliação da PE foi compilada no constructo NIPE e os impactos desta sobre as condições de trabalho foram organizados nos constructos de organização do trabalho, conteúdo do trabalho, melhoria contínua e segurança e saúde no trabalho. De forma geral, o estudo indicou que os operadores percebem de forma positiva suas condições de trabalho e que elas melhoraram em função da adoção das práticas de PE.
Abstract This study presents guidelines to evaluate the impacts of lean production (LP) on working conditions of front-line workers, emphasizing the context of manufacturing industry. The guidelines were tested in a case study carried out in the assembly line of a heavy machinery agricultural manufacturer. Since 2001 this manufacturer has been adopting LP as its manufacturing strategy at corporate level. As the first step of this study, the extent to which LP practices were adopted in the assembly line was assessed. The main assessment tool was a check-list that had 11 LP practices divided into 92 items. The check-list was filled out based on 15 interviews with managers and supervisors, direct observations, workers´ informal reports and the analysis of some work standards. Then, five activities were undertaken to assess the human impacts of LP: a) interviews with six safety specialists and one safety engineer; b) data collection on both health and safety and production performance; c) interviews with three groups formed by ten workers in order to detect their perceptions on both negative and positive impacts of LP – questions on the impacts of specific lean tools were also made; d) application of two types of questionnaires – one of them had the objective of evaluating perceptions on current working conditions (56 questions), the other aimed to evaluate perceptions on differences between the old and the current production system (42 questions); e) a feedback meeting to discuss with workers the results of the questionnaires. The results of all data collected were organized in five groups: level of implementation of LP practices; work organization, work content, continuous improvement and health and safety. Overall, the results pointed out that workers had a positive perception on their working environment and that working conditions have improved since LP was adopted.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/8627
Arquivos Descrição Formato
000583197.pdf (737.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.