Repositório Digital

A- A A+

Análise de padrões dermatoscópicos em pacientes com hiperpigmentação periocular

.

Análise de padrões dermatoscópicos em pacientes com hiperpigmentação periocular

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise de padrões dermatoscópicos em pacientes com hiperpigmentação periocular
Autor Dantas, Lia Dias Pinheiro
Orientador Bakos, Renato Marchiori
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Dermoscopia
Hiperpigmentação
[en] Dermoscopy
[en] Hyperpigmentation
Resumo Introdução: A hiperpigmentação periocular (HPPO) está entre as queixas mais comuns nos pacientes com queixas estéticas. Apesar de muito prevalente, não há relatos sobre as características dermatoscópicas de HPPO. Objetivos: Determinar os diferentes padrões das estruturas das HPPO utilizando o dermatoscópio de luz polarizada e compará-los aos encontrados com exame realizado por videodermatoscópio de contato com luz não-polarizada. Métodos: Trinta e três pacientes com HPPO tiveram os padrões dermoscópicos relacionadas à pigmentação , às estruturas vasculares e à gravidade global examinados e descritos com o uso do dermatoscópio de luz polarizada . Estes resultados foram comparados com os encontrados na região malar ipsilateral. Posteriormente, o mesmo observador avaliou as mesmas áreas anatômicas utilizando o videodermatoscopio digital. As imagens geradas pelo videodermatoscopio também foram analisadas por outro observador independente cegado. Resultados: Entre as características dermatoscópicas mais prevalentes na área periocular estão as máculas melanóticas e as estruturas vasculares, vasos especialmente arboriformes e lineares. Na dermatoscopia de luz polarizada , a HPPO apresentou maior freqüência de máculas melanóticas e estruturas vasculares em comparação com a área malar (respectivamente 30/33 ( 90,9%) x 26 /33 (78,9%) p = 0,024 e 32 /33 (97%) x 25 /33 (75,7%) p = 0,094). A correlação entre a dermatoscopia com luz polarizada e a dermatoscopia de luz não polarizada foi moderada a alta para as mesmas estruturas (valores de kappa , respectivamente, 0,58 e 0,66) . A análise entre os diferentes observadores utilizando a dermatoscopia de contato de luz não-polarizada também mostrou alta concordância para a presença de máculas melanóticas e estruturas vasculares ( valores de kappa , respectivamente, 0,62 e 0,66). Conclusões: A HPPO possui um padrão dermatoscópico baseado na presença de máculas melanóticas e diferentes graus de estruturas vasculares. A dermatoscopia de luz polarizada e a videodermatoscopia de contato de luz não-polarizada são métodos úteis e equiparáveis na avaliação da área periocular.
Abstract Background: Periocular hyperpigmentation (POH) is among the most common complaints in patients with cosmetic concerns. Despite its high prevalence, there are no reports on dermoscopic features of POH. Objectives: To determine the different patterns of POH structures by using a polarized-light dermatoscope and compare them to patterns found with the use of a nonpolarized light contact videodermoscopy. Methods: Thirty-three patients with POH had dermoscopic patterns related to pigmentation, vascular structures and global severity examined and described with the use of polarized-light dermoscopy. These findings were initially compared to those from the ipsilateral malar region. Later, the same observer assessed the same anatomic areas using digital videodermatoscopy. The images generated by videodermatoscopy were also analyzed by a blind independent observer. Results: Among the most prevalent dermoscopic features in the periocular area are melanotic macules and vascular structures, especially arboriform and linear vessels. In polarized light dermoscopy, the HPPO showed higher frequency of melanotic macules and vascular structures compared to the malar area. (respectively 30/33 (90.9%) x 26/33 (78,9%) p = 0.024 and 32/33 (97%) x 25/33 (75.7%) p = 0,094) The correlation between the polarized light dermoscopy and non-polarized light dermoscopy was moderate to high for the same structures (kappa values, respectively, 0.58 and 0.66). The analysis between different observers using non-polarized contact dermoscopy also showed high concordance for the presence of melanotic macules and vascular structures (kappa values, respectively, 0.62 and 0.66). Conclusions: POH shows a dermoscopic pattern based on the presence of melanotic macules and different degrees of vascular structures. Polarized light and non-polarized contact dermoscopy are useful and equivalent methods for the evaluation of the periocular area.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/86415
Arquivos Descrição Formato
000910129.pdf (1.210Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.