Repositório Digital

A- A A+

A transitoriedade nos estados de saúde e doença : construção do cotidiano individual e coletivo em uma comunidade rural

.

A transitoriedade nos estados de saúde e doença : construção do cotidiano individual e coletivo em uma comunidade rural

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A transitoriedade nos estados de saúde e doença : construção do cotidiano individual e coletivo em uma comunidade rural
Outro título The transitory states of health and disease : the construction of the individual and collective daily life in a rural community
Autor Riquinho, Deise Lisboa
Gerhardt, Tatiana Engel
Resumo O objetivo deste artigo é o de conhecer e compreender as necessidades em saúde, por meio da autopercepção do estado de saúde e doença, considerando as desigualdades sociais presentes na localidade rural de Rincão dosMaia, Canguçu, Rio Grande do Sul. Utilizou-se a triangulação de métodos. No desenho qualitativo entrevistaram-se vinte sujeitos. A amostra foi intencional, ilustrativa das diferentes situações de vida, e a análise, temática. Os resultados indicaram que a sensação de estar adoecido é fortemente vinculada ao modo como se vivencia essa enfermidade, tendo em vista a incapacidade que este estado impõe, seja ela física ou mental. A alternância entre sentir-se doente ou saudável vem da constatação prática de que nenhum estado é contínuo. A observação do meio natural sinaliza o quão tênue são os estados de saúde e doença. A ‘situação de vida’, elaborada a partir das condições de vida e mobilização de recursos sociais, demonstrou que, apesar das diferenças econômicas, esse grupo apresentava uma coesão social, especialmente em sua matriz cultural de trabalhadores rurais. Enfatiza-se, assim, a necessidade de considerar o significado do fenômeno saúde e doença como ferramenta imprescindível para a formulação de programas de promoção e prevenção à saúde da população rural.
Abstract The aim of this article is to get to know and understand the health needs, through one's self-perception of the state of health and disease, considering the social inequalities there are in the rural town of Rincão dos Maia, Canguçu, Rio Grande do Sul. The method triangulation approach was used. Twenty subjects were interviewed in the qualitative design. The sample was intentional, illustrative of the different life situations, and the analysis was thematic. The results indicated that the feeling of being ill is strongly tied to how one experiences the disease, in view of the inability this state brings about, whether physical or mental. Alternating between feeling sick or healthy comes from the practical verification of the fact that no state is continuous. Observing the natural environment signals just how tenuous the states of health and disease in fact are. The 'life situation,' compiled based on the living conditions and on the mobilization of social resources, showed that despite the economic differences, this group was socially cohese, especially in its farmer cultural matrix. The need to consider the meaning of the health and disease phenomenon as an indispensable tool to formulate health prevention and promotion programs for the rural population is therefore emphasized.
Contido em Trabalho, educação & saúde. Rio de Janeiro, RJ. Vol. 8, n. 3 (nov. 2010), p. 419-437
Assunto Desigualdade social : Saúde
Saúde da população rural
Saúde pública : Brasil
[en] Health conditions
[en] Public health
[en] Rural population health
[en] Social inequality
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/86631
Arquivos Descrição Formato
000769228.pdf (213.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.