Repositório Digital

A- A A+

Características da lesão de cárie secundária adjacente a restaurações de resina composta

.

Características da lesão de cárie secundária adjacente a restaurações de resina composta

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Características da lesão de cárie secundária adjacente a restaurações de resina composta
Autor Silva, Berenice Barbachan e
Orientador Maltz, Marisa
Co-orientador Quadros, Onofre Francisco de
Data 2006
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Carie dentaria
Diagnostico bucal
Restauracoes : Resinas compostas
Resumo O diagnóstico da cárie secundária é apoiado em evidências externas, advindas do estado da restauração adjacente, que tem pouca ou nenhuma relação com a presença real dessa lesão. É imperativo o esclarecimento das suas características objetivando o aprimoramento da sua detecção. O estudo analisou lesões de cárie secundária e as relacionou com defeitos nas restaurações. A amostra constou de caixas proximais de restaurações de resina composta de dentes permanentes humanos extraídos. Os exames realizados com lupa estereoscópica avaliaram as lesões de cárie externa adjacente à restauração, o estado da restauração quanto à presença de espaços dente/restauração (EDR) e degraus (excessos e a falta de material restaurador). Após a remoção das restaurações, foi observada a presença de lesão interna na parede da cavidade. Do exame de cárie externa foram selecionados 60 sítios sadios ou com lesão inicial, para a análise histológica do início do seu desenvolvimento. Os defeitos nas restaurações apresentaram relação com a prevalência de cárie secundária. A presença de lesão interna na parede da cavidade foi associada à presença de cárie externa. Em apenas 8% da amostra foi observada a presença de lesão interna em dentina sem a presença de lesão externa, podendo significar dentina desmineralizada residual. A análise histopatológica demonstrou que as lesões de cárie secundária iniciam na porção externa da interface dente/restauração. A morfologia histológica das lesões iniciais apresentou dois padrões, relacionados com a direção dos prismas de esmalte envolvidos: (1) prismas oblíquos e (2) prismas paralelos à base da parede cervical da cavidade. A prevalência foi aproximadamente de 50% para cada padrão. O padrão 2 oferece imagem semelhante à lesão de parede; porém, a lesão inicia externamente e envolve a base da cavidade, em função do paralelismo dos prismas envolvidos. Através dos resultados do estudo pôdese concluir que os defeitos nas restaurações apresentam relação com a presença de cárie secundária, provavelmente por serem locais de acúmulo microbiano; porém, comprovou-se que a lesão inicia externamente na interface dente/restauração, local passível de diagnóstico, controle e inativação.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/8665
Arquivos Descrição Formato
000585435.pdf (292.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.