Repositório Digital

A- A A+

Growth curve of Atlantoscia floridana (van Name) (Crustacea, Isopoda, Philosciidae) from a brazilian restinga forest

.

Growth curve of Atlantoscia floridana (van Name) (Crustacea, Isopoda, Philosciidae) from a brazilian restinga forest

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Growth curve of Atlantoscia floridana (van Name) (Crustacea, Isopoda, Philosciidae) from a brazilian restinga forest
Autor Araujo, Paula Beatriz de
Bond-Buckup, Georgina
Resumo O isópodo terrestre Atlantoscia floridana (van Name, 1940) ocorre desde os Estados Unidos (Flórida) até o Brasil e Argentina. No Rio Grande do Sul a espécie é registrada em muitas localidades, em áreas urbanas e nãourbanas. Este trabalho apresenta a curva de crescimento de Atlantoscia floridana, baseada em dados de campo. Os espécimes foram amostrados desde abril, 2000 a outubro, 2001 na Reserva Biológica do Lami (RBL), Rio Grande do Sul. Os indivíduos capturados foram sexados e tiveram o cefalotórax medido. Os dados foram analisados utilizando-se o modelo de von Bertalanffy. A curva de crescimento para machos e fêmeas são descritas, respectivamente, pelas equações Wt = 1.303 [1 – e–0.00941 (t + 50.37)] e Wt = 1.682 [1 – e –0.00575 (t + 59.13)]. As curvas mostraram crescimento diferencial entre os sexos, onde as fêmeas atingem o maior Wμ com uma taxa de crescimento menor. Com base nas curvas de crescimento também foi possível estimar a expectativa de vida para machos e fêmeas.
Abstract The terrestrial isopod Atlantoscia floridana (van Name, 1940) occurs from the U.S.A. (Florida) to Brazil and Argentina. In the southernmost Brazilian State, Rio Grande do Sul, the species is recorded in many localities, in urban and in non-urban areas. The growth curve of Atlantoscia floridana based on field data is presented. The specimens were sampled from April, 2000 to October, 2001 at the Reserva Biológica do Lami (RBL), Rio Grande do Sul. Captured individuals were sexed and had their cephalothorax width measured, with the data analyzed with von Bertalanffy’s model. The growth curves for males and females are described, respectively, by the equations: Wt = 1.303 [1 – e–0.00941 (t + 50.37)] and Wt = 1.682 [1 – e–0.00575 (t + 59.13)]. The curves showed differential growth between sexes, where females reach a higher W∝ with a slower growth rate. Based on the growth curves it was also possible to estimate life expectancy for males and females.
Contido em Revista Brasileira de Zoologia. São Paulo. Vol. 21, n.1 (mar. 2004), p. 1-8
Assunto Atlantoscia floridana
Crescimento
Isopodos terrestres
Oniscidea
[en] Growth curve
[en] Oniscidea
[en] Southern Brazil
[en] Terrestrial isopod
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/87048
Arquivos Descrição Formato
000466808.pdf (199.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.