Repositório Digital

A- A A+

Rerruptura do ligamento cruzado anterior por não-contato e sua relação com o quadril constrito

.

Rerruptura do ligamento cruzado anterior por não-contato e sua relação com o quadril constrito

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Rerruptura do ligamento cruzado anterior por não-contato e sua relação com o quadril constrito
Autor Palma, Humberto Moreira
Orientador Gomes, João Luiz Ellera
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Cirúrgicas.
Assunto Ferimentos e lesões
Futebol
Ligamento cruzado anterior
Quadril
Resumo Objetivo: Este estudo investigou a prevalência de constrição do quadril (diminuição da amplitude de movimento) em um grupo de jogadores de futebol com ligamento sem contato anterior (LCA) rerupturas em uma tentativa de fornecer os cirurgiões ortopédicos com informações sobre o maior risco deste tipo de acidente. Métodos: Nesta série de casos, 28 jogadores de futebol regulares com reruptura sem contato ACL foram examinados clinicamente para a amplitude de movimentodo quadril de movimento que podem ser associadas a reruptura do ligamento cruazado anterior. Os resultados foram comparados com um grupo similar de 27 atletas profissionais saudáveis do mesmo esporte. Erros cirúrgicos grosseiros, tais como túnel mal posicionado, foram critérios de exclusão no grupo reruptura, enquanto outros acidentes graves nos membros inferiores, como pernas ou fraturas de tornozelo, foram critérios de exclusão para ambos os grupos. Rotação interna-externa foi medida na posição supina com joelho e quadril em 90 ° de flexão. Insuficiência do ligamento cruzado foi detectada utilizando o teste de “pivot-shift” e o teste de Lachman, com o auxílio de um artrômetro Rolimeter®, e confirmada por ressonância magnética. Resultados: O achado mais prevalente foi a média de rotação interna-externa do quadril no grupo de rerupturas significativamente menor (45,3 °) do que os médias encontrados para saudáveis jogadores de futebol profissional (56,2 º). Conclusão: redução na amplitude de movimento do quadril no grupo reruptura foi significativamente menor do que a encontrada nos controles, chamando a atenção para este achado potencial fator de risco no planejamento da reconstrução do ligamento cruzado anterior.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/87154
Arquivos Descrição Formato
000910618.pdf (834.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.