Repositório Digital

A- A A+

Comportamento dos indicadores de halitose após diferentes fases do tratamento periodontal não cirúrgico : tratamento da gengivite versus tratamento da periodontite

.

Comportamento dos indicadores de halitose após diferentes fases do tratamento periodontal não cirúrgico : tratamento da gengivite versus tratamento da periodontite

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Comportamento dos indicadores de halitose após diferentes fases do tratamento periodontal não cirúrgico : tratamento da gengivite versus tratamento da periodontite
Outro título Behavioral indicators of halitosis after different stages of non-surgical periodontal treatment : gingivitis treatment versus periodontitis treatment
Autor Butze, Juliane Pereira
Orientador Gomes, Sabrina Carvalho
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Gengivites
Halitose
Periodontia : Doencas
[en] Gingivitis
[en] Halitosis
[en] Periodontal treatment
[en] Periodontitis
Resumo O presente estudo é uma análise secundária de um ensaio clínico randomizado, com o objetivo de avaliar, por meio de diferentes métodos de diagnóstico de halitose, o efeito de distintas fases do tratamento periodontal sobre as medições de hálito. Para tanto, 49 pacientes (51,59±9,34 anos; 63,3% mulheres; 34,7% fumantes), com diagnóstico de gengivite e de periodontite de moderada a severa foram examinados em T1 (baseline), T2 (após o tratamento da gengivite) e T3 (após o tratamento da periodontite): índice de placa visível (IPV) e de sangramento gengival (ISG), profundidade de sondagem (PS), perda de inserção clínica (PI), sangramento à sondagem (SS), medição de compostos sulfurados voláteis (ppb, Halímetro®), questionário de halitose (HAR: halitose auto reportada) e Escala Visual Analógica (EVA). Os dados foram analisados por meio dos testes Kolmogorov-smirnov e Modelos Lineares para amostras dependentes. Não houve redução dos valores médios de CSV entre nenhum dos tempos experimentais, nem mesmo quando considerada a análise por percentis. Entre T1 e T2, o número de respostas positivas para HAR foi de 29 e 15, respectivamente, com diferença estatística. Entre T2 e T3 (13) não houve diferença (p> 0,05). Para a aferição por EVA, diferenças significantes foram apontadas somente entre T1 (2,77±2,08) e T2 (1,94±1,78). O tabagismo não exerceu influência nos resultados da presente investigação. Pode-se concluir que o tratamento da gengivite determina maior redução de indicadores de halitose quando comparado ao tratamento da periodontite.
Abstract The aim of this study is to evaluate, by different methods of halitosis diagnosis, the effect of different phases of periodontal treatment on breath measures. This study consists on a secondary analysis of a randomized controlled trial. Therefore, 49 patients (51.6±9.34 years old; 63.3% women; 34.7% smokers), diagnosed with gingivitis and moderate to severe chronic periodontitis were included in the study. The patients were examined at baseline (T1), after gingivitis treatment (T2) and after periodontitis treatment (T3) for visible plaque index (VPI), gingival bleeding index (GBI), probing depth (PD), clinical attachment loss (CAL), bleeding on probing (BOP), volatile sulfur compounds (VSC, ppb, Halímeter®), halitosis questionnaire (ARH: auto reported halitosis) and visual analogue scale (VAS). Data were analyzed by Komogorov-smirnov test and Linear Models for dependent samples test. There was no reduction of the mean values of VSC between any of the experimental times, even when considering the percentile analysis. Between T1 and T2, the number of patients who responded to have halitosis (ARH) was 29 and 15, respectively, a statistical significant difference. Between T2 and T3 (13) there was no statistical difference (p> 0.05). Considering the VAS evaluation, significant differences were identified between T1 (2.77 ± 2.08) and T2 (1.94 ± 1.78). Smoking did not influence the results of the present investigation. Therefore, it can be concluded that gingivitis treatment provides a greater reduction of halitosis indicators when compared to periodontitis treatment.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/87160
Arquivos Descrição Formato
000910274.pdf (980.5Kb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.