Repositório Digital

A- A A+

Supressão de J/φ em ALICE

.

Supressão de J/φ em ALICE

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Supressão de J/φ em ALICE
Autor Piovesan, Laura Bottin
Orientador Gay Ducati, Maria Beatriz
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Física. Curso de Pesquisa Básica: Bacharelado.
Assunto Absorção
Cromodinamica quantica
Fisica de particulas elementares
Plasma de quarks e gluons
[en] ALICE
[en] Comovers
[en] J/φsuppression
[en] Nuclear absorption
[en] Recombination
Resumo Ao longo das ultimas décadas a supressão de J/φ tem sido longamente estudada. Esta foi proposta como a assinatura da formação de um estado desconfinado da matéria [1] - o Plasma de Quarks e Gluóns - onde seria possível estudar a matéria sem os efeitos de confinamento. Diversos experimentos foram desenvolvidos para este propósito em aceleradores como o SPS (Super Proton Synchrotron), Fermilab, RHIC(Relativistic Heavy Ion Collider) e o LHC(Large Hadron Collider). Neste último encontra-se o experimento ALICE (A Large Ion Collider Experiment) onde são analisadas colisões p-p, p-Pb e Pb-Pb. Os resultados recentes de colisões Pb-Pb em ALICE mostram uma supressão de J/φ que apresenta anomalias se comparada com as previsões baseadas em RHIC e SPS. A supressão encontrada foi menor para as energias do LHC do que a encontrada em energias mais baixas, ao contrário do que era esperado. Isto pode ser visto como indício da existência de uma fase descofinada. Existem, porém, explicações para este efeito que não levam em conta o efeito de criação de um plasma de quarks e gluóns. Para que seja possível estimar a supressão é preciso comparar resultados entre colisões p-p, p-Pb e Pb-Pb e entre colisões de diferentes energias. Esta comparação é feita tendo como base o Fator de Modificação Nuclear e o contínuo Drell-Yan. Precisam, também, ser levados em conta efeitos nucleares, como comoveis e absorção nuclear. Desta forma o comparativo entre colisões em ALICE e experimentos anteriores pode trazer novas informações sobre os processos de formação e supressão de J/φ e, possivelmente, sobre a formação de um estado desconfinado.
Abstract On the last decades de J/φ suppression has been largely studied. It was proposed as a signature of a uncon ned phase of matter formation [1] - the Gluon Quark Plasma - where it would be possible to study matter without the con nement e ects. Several experiments were designed with this purpose in accelerators as SPS (Super Proton Synchrotron), Fermilab, RHIC(Relativistic Heavy Ion Collider) e the LHC(Large Hadron Collider). On the last it is located ALICE (A Large Ion Collider Experiment) where are analysed p-p, p-Pb and Pb-Pb collisions. Recent results of Pb-Pb collisions in ALICE show a J/φ suppression that presents anomalies when compared with predictions based on SPS and RHIC results. The founded suppression was smaller for LHC energies than for lower energies, unlike the expected. This can be seen as a signal of the existence of a uncon ned phase. There are, however, explanations that do not involve a Quark Gluon Plasma formation. So that to suppression be estimated it is necessary to compare the Pb-Pb, p-Pb and p-p results and results from di erent energies. This compassion is made based on the Nuclear Modi cation Factor and the Drell-Yan continuum. Nuclear e ects, like comovers and nuclear absorption, have to be counted as well. In this way the comparison between ALICE and previous experiments can bring new information on the process of J/φ formation and suppression and, possibly, on the formation of an uncon ned phase.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/87238
Arquivos Descrição Formato
000910855.pdf (1.175Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.