Repositório Digital

A- A A+

Ensaios em política e desenvolvimento econômico

.

Ensaios em política e desenvolvimento econômico

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ensaios em política e desenvolvimento econômico
Autor Griebeler, Marcelo de Carvalho
Orientador Hillbrecht, Ronald Otto
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Economia.
Assunto Desenvolvimento econômico
Inflação
Modelo matemático
[en] Central bank
[en] Convexity
[en] Economic development
[en] Inflation bias
[en] Inflation target
[en] Lotka-Volterra
Resumo Esta tese é composta por três ensaios. No primeiro, mostramos em nosso modelo básico que economias formadas exclusivamente por produtores e parasitas podem cair em armadilhas de pobreza, desde que ambos grupos se comportem de acordo com a dinâmica de Lotka-Volterra. Contudo, a introdução de um limite para o crescimento do produto e de expectativas por parte dos agentes exclui o resultado de armadilha em seus múltiplos equilíbrios. Nossa conclusão, entretanto, é similar para ambos modelos estudados: melhora na proteção aos direitos de propriedade por parte do Estado pode fazer com que a armadilha de pobreza seja superada, no modelo básico; e afetar a estabilidade dos equilíbrios, no modificado, fazendo com que resultados econômicos com maior produto tornem-se estáveis. No segundo ensaio, obtemos condições sob as quais a função perda do banco central é estritamente convexa em quatro estados distintos da economia: economia aquecida, em recessão, inação alta e produto alto. Encontramos, ainda, que quando in- ação e produto são funções lineares do instrumento de política monetária, a convexidade é garantida para qualquer um dos quatro estados citados. Ao estendermos nossa análise a vários instrumentos, encontramos que apenas linearidade já não é mais suficiente para a garantia do formato da função perda. Nossos resultados fornecem, ainda, condições sob as quais existirá dependência entre os instrumentos de política monetária. Por fim, o terceiro ensaio estuda regimes de metas de inação, nos quais agentes podem influenciar a política monetária através das expectativas de mercado reportadas ao banco central. Este, por sua vez, deve formular a política monetária considerando que tal influência pode ser usada em benefício dos próprios agentes. Modelamos essa relação estratégica como um jogo sequencial entre uma instituição financeira representativa e o banco central. Mostramos que quando a autoridade monetária escolhe apenas o nível da taxa de juros, existe um potencial viés inflacionário na economia. Esse viés é superado quando a oferta de moeda torna-se um segundo instrumento de política. Ainda mostramos que penalização de instituições más previsoras também pode ser um mecanismo eficiente de ancoragem de expectativas.
Abstract This thesis consists of three essays. In the first one, we show in our basic model that economies consisted exclusively by producers and parasites may fall into poverty traps, assuming that both groups behave according to the dynamics of Lotka-Volterra. However, the introduction of an upper bound on the output growth and expectations for the agents excludes the result of trap in its multiple equilibria. Our conclusion, nevertheless, is similiar for both studied models: improved protection of property rights by the state can mitigate the poverty trap possibility in the basic model, and affect the stability of equilibria in the modified one, making that economic outcomes with higher output become stable. In the second essay, we obtain conditions under which the central bank's loss function is strictly convex in four different states of the economy: booming economy, recession, high inflation and high output. Moreover, we found that when inaction and output are linear functions of monetary policy instruments, convexity is guaranteed for any of the four states mentioned. When we extend our analysis to the case of many instruments, we found that only linearity is not sufficient to guarantee the shape of loss function. Our results also provide conditions under which there exists dependence between instruments of monetary policy. Finally, the third essay studies the ination targeting regimes, in which agents can influence the monetary policy through market expectations reported to the central bank. Monetary authority, in its turn, should formulate the monetary policy considering that this influence may be used for the benefit of agents themselves. We model this strategic relationship as a sequential game between a representative financial institution and the central bank. We show that when the monetary authority chooses only the level of interest rates, there is a potential inflationary bias in the economy. This bias is solved when the money supply becomes a second instrument of policy. In addition, we show that to impose penalty on the worse predictor institutions may also be an efficient anchoring expectations mechanism.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/87327
Arquivos Descrição Formato
000906485.pdf (596.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.