Repositório Digital

A- A A+

Contaminação microbiológica de alimentos envolvidos em surtos de doenças transmitidas por alimentos ocorridas no Estado do Rio Grande do Sul entre 2004 e 2012

.

Contaminação microbiológica de alimentos envolvidos em surtos de doenças transmitidas por alimentos ocorridas no Estado do Rio Grande do Sul entre 2004 e 2012

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Contaminação microbiológica de alimentos envolvidos em surtos de doenças transmitidas por alimentos ocorridas no Estado do Rio Grande do Sul entre 2004 e 2012
Autor Fischer, Marina Miranda
Orientador Tondo, Eduardo Cesar
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências e Tecnologia de Alimentos. Curso de Engenharia de Alimentos.
Assunto Contaminação microbiológica
Doenças transmitidas por alimentos
[en] Microbiological contamination
[en] Outbreaks food
[en] Rio Grande do Sul
Resumo As Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA) constituem um dos problemas de saúde pública mais freqüente no mundo contemporâneo. A investigação de DTA é um componente essencial na prevenção de síndromes e na promoção da saúde pública. Em vista disso, o presente trabalho teve como objetivo investigar os resultados das análises microbiológicas realizadas pela Fundação Estadual de Produção e Pesquisa em Saúde do Instituto de Pesquisas Biológicas, Laboratório Central de Saúde Pública do Estado do Rio Grande do Sul (FEPPS/IPB/LACEN/RS) em alimentos envolvidos em surtos de DTA ocorridos no Rio Grande do Sul (RS), entre 2004 e 2012. As análises microbiológicas foram realizadas na Seção de Microbiologia de Águas e Alimentos da FEPPS/IPB/LACEN/RS. Os registros foram analisados pelo pessoal técnico do Laboratório de Microbiologia e Controle de Alimentos do ICTA/UFRGS. Foram analisados 3.096 laudos, contendo o resultado de 12.198 análises microbiológicas. Embora o simples fato de um microrganismo ser isolado de um alimento envolvido em um surto não seja suficiente para a identificação do agente etiológico do surto em investigação, essa informação pode indicar possíveis fontes de contaminação de categorias específicas de alimentos, em um determinado período em uma determinada região. Ao analisar os resultados, constatou-se que o número de resultados positivos não variou expressivamente entre os anos investigados, porém os anos de 2005 e 2011 foram os que apresentaram maior e menor número de resultados positivos, respectivamente. Quanto aos microrganismos isolados em alimentos envolvidos em surtos, pôde-se observar que a Escherichia coli foi o microrganismo prevalente, seguida do Staphylococcus spp. e da Salmonella spp. Observou-se que a E. coli expressivamente mais isolada no ano de 2012, ao mesmo tempo que pôde-se perceber um considerável aumento de produtos da categoria “Pescados, frutos do mar e processados” envolvidos em surtos. Desde 2009, a Salmonella foi menos isolada dos alimentos envolvidos em surtos alimentares, ao mesmo tempo que percebeu-se uma diminuição no envolvimento das categorias “Ovos e produtos a base de ovos” e “Carne de frango “in natura” processados e miúdos” com os surtos. As categorias “Alimentos mistos”, “Hortaliças” e “Doces e Sobremesas” foram as que apresentaram maior porcentagem de amostras positivas para microrganismos de importância alimentar, no período de 2004 a 2012.
Abstract Foodborne disease (FBD) are one of the most frequent public health disease in the contemporary world. The investigation of FBD is an essential component in the prevention of syndromes and the promotion of public health. As a result the present paper had the purpose to investigate the results of the microbiological analyses held by FEPPS/IPB/LACEN/RS in foods involved in outbreaks that occurred in Rio Grande do Sul(RS), between the years 2004 and 2012. The microbiological analyses were carried out by the Microbiology Section of Water and Food of the FEPPS/IPB/LACEN/RS. The records were analyzed by the staff of the Microbiology and Food Control Lab. from ICTA/UFRGS. We analyzed 3.096 reports containing the results of 12.198 microbiological analyses. Although the simple fact that a microorganism is isolated from a food involved in an outbreak is not enough for the identification of the etiologic agent of the outbreak investigation, this information may indicate possible contamination sources of specific categories of food, in a certain period in a particular region. By analyzing the results, it was found that the number of positive results did not vary significantly between the years investigated, however, the years of 2005 and 2011 presented the highest and the lowest number of positive results, respectively. In relation to the microorganism isolated from food involved in outbreaks, it was observed that Escherichia coli was the most isolated microorganism, followed by Staphylococcus spp. and Salmonella spp.. It was observed that E. coli was expressively more isolated in 2012, at the same time a significant increase in the "Fish, seafood and processed" category involved in outbreaks could be seen. Since 2009, Salmonella was less isolated from foods involved in outbreaks, While it was observed a decrease in the involvement of the categories "Eggs and egg-based products" and "chicken meat "in natura " processed and insides" with the outbreaks. Between the years 2004 and 2012, the categories "Mixed food", "Vegetable" and "Sweets and desserts" showed the highest percentage of positive samples for microorganisms feeding importance.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/87565
Arquivos Descrição Formato
000910316.pdf (199.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.