Repositório Digital

A- A A+

Prevalência de hábitos posturais adequados e de dor nas costas em escolares de Ensino Médio da Rede Estadual do município de Esteio/RS

.

Prevalência de hábitos posturais adequados e de dor nas costas em escolares de Ensino Médio da Rede Estadual do município de Esteio/RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Prevalência de hábitos posturais adequados e de dor nas costas em escolares de Ensino Médio da Rede Estadual do município de Esteio/RS
Autor Silva, Priscila Rejane Lima da
Orientador Candotti, Cláudia Tarragô
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Licenciatura.
Assunto Adolescente
Dor nas costas
Postura corporal
Saúde escolar
Resumo A literatura atual evidencia alguns estudos que avaliam hábitos posturais, prevalência de dor e os fatores de risco associados na infância e juventude. No entanto, todos os estudos são unânimes em afirmar que seus resultados não podem ser extrapolados para outras realidades, visto que retratam especificidades regionais. Assim, o presente estudo tem como objetivo verificar a prevalência de dor nas costas e de hábitos posturais nas atividades de vida diária (AVD’s) em escolares do Ensino Médio da Rede Estadual do município de Esteio/RS. Participaram do estudo 228 escolares que preencheram o questionário autoaplicável denominado BackPEI, o qual avalia os hábitos de postura nas AVD´s e a dor nas costas. Os dados foram analisados partir de tabelas de frequência, média e desvio padrão, do teste do qui-quadrado (χ2) para verificar a associação entre hábitos posturais e dor e da razão de prevalência (α = 0,05). Os 228 escolares apresentaram idade média de 16,8±4,4 anos. A prevalência de dor nas costas entre os todos escolares foi de 72,4% (n=165), sendo mais frequente no sexo feminino 66,7%. A prevalência de hábitos posturais adequados, em geral, foi baixa, de 15,1% (n=16) para escrever utilizando uma mesa, de 22,6% (n=25) para utilizar o computador e de 12,8% (n=15) para pegar objetos do chão. Quando associados dor nas costas com variáveis comportamentais e demográficas, houve associação significativa (p<0,05) entre dor nas costas e sexo, hereditariedade e práticas de exercícios físicos ou esportes. Conclui-se que há alta prevalência de hábitos posturais inadequados entre os jovens, bem como alta prevalência de dor nas costas associada ao sexo, à prática de exercício físico e à hereditariedade. Esses achados podem contribuir no planejamento escolar, voltando-o para ações resolutivas através programas de educação postural para controlar e prevenir fatores de risco e hábitos inadequados de postura.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/87659
Arquivos Descrição Formato
000911740.pdf (887.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.