Repositório Digital

A- A A+

Qualidade muscular e funcionalidade de idosas ativas

.

Qualidade muscular e funcionalidade de idosas ativas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Qualidade muscular e funcionalidade de idosas ativas
Autor Sandri, Anelise
Orientador Pinto, Ronei Silveira
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Licenciatura.
Assunto Envelhecimento
Idoso
Qualidade de vida
[en] Aging
[en] Dynapenia
[en] Echo-intensity
[en] Functional tests
[en] Sarcopenia
Resumo O envelhecimento é capaz de gerar diversas modificações na composição corporal do indivíduo. Dentre essas alterações, a diminuição da massa corporal magra possui grande importância clínica e funcional. Diversos estudos têm estabelecido associações entre massa e função muscular, nível de atividade física e capacidade funcional de idosos. A qualidade muscular (QM) pode ser verificada a partir da eco-intensidade (EI), que representa a composição da musculatura frente a infiltração de tecido não-contrátil. Sendo assim, o objetivo desse estudo foi verificar se há associação entre o desempenho funcional, a massa muscular e a QM de indivíduos idosos fisicamente ativos. Para isso, 45 idosos ativos, participantes do centro de esportes, lazer e recreação do idoso (CELARI), concordaram em participar voluntariamente do estudo. Os sujeitos tinham média de idade 70.28 ± 6.2 anos, massa corporal 69.02 ± 11.5 Kg, estatura 1.55 ± 0.67 m e índice de massa corporal 27.89 ± 3.6. Foi realizada a ecografia dos extensores do joelho direito a fim de se obter a espessura (EM) e EI do quadríceps femoral (QUA) e do reto femoral (RF). Todos os testes físicos foram realizados após os mesmos serem apresentados aos participantes em uma sessão de familiarização. Os testes funcionais de sentar e levantar em 30 segundos (SL) e velocidade usual de marcha (VLM) foram realizados com o intuito de se verificar a capacidade funcional dos indivíduos. Os valores de contração isométrica voluntária máxima (CIVM) foram obtidos no dinamômetro isocinético, sendo considerado o melhor valor a partir de 3 tentativas. Os resultados encontrados apresentam uma associação significativa (p<0,05) entre: a) EIRF e VLM (r = - 0,406); b) EIRF e SL (r = - 0,545); c) EIRF e CIVM (r = - 0,372); d) EIRF e EMQUA (r = - 441) e) EIQUA e EMQUA (r = - 0,572) f) EIQUA e SL (r = - 0,493); g) EIQUA e CIVM (r = - 0,409); h) EMQUA e CIVM (r = 0,509). Através dos resultados obtidos nesta pesquisa, constatou-se que a QM parece ser um bom indicativo da funcionalidade do indivíduo idoso, mostrando uma correlação significativa com os testes funcionais, enquanto a EM não apresentou o mesmo resultado.
Abstract The aging process is capable of inducing several modifications in the human body composition. Among these changes, the decrease in the lean body mass has great clinical and functional importance. Several studies have established associations between the muscle mass and function, physical activity level and functional capacity of elderly people. The muscle quality (MQ) may be verified by the echo-intensity (EI), a measure that represents the muscle composition in terms of infiltration of non-contractile tissue. Thus, the main objective of this study was to verify the association between the functional capacity, muscle mass and MQ of elderly active subjects. To achieve this objective, 45 active elderly subjects, all members of the sports center, leisure and recreation for the elderly (CELARI) group, agreed to participate voluntarily in the study. The subjects had a mean age of 70.28 ± 6.2 years, body mass 69.02 ± 11.5 Kg, height 1.55 ± 0.67 m e and body mass index 27.89 ± 3.6. The ultrasonography of the knee extensors were performed to achieve the muscle thickness (MT) and EI of the quadriceps femoris (QF) and rectus femoris (RF) muscles. All physical tests were performed after a familiarization session. The 30 seconds sit to stand up test (30SS) and normal gait speed (NGS) test were performed in order to measure the functional capacity of the individuals. The maximal voluntary isometric contraction (MVIC) values were obtained in the isokinectic dinamometer, being considered the best value of 3 tries. The results showed significant (p<0.05) association between: a) EIRF and NGS (r = - 0,406); b) EIRF and 30SS (r = - 0,545); c) EIRF and MIVC (r = - 0,372); d) EIRF and MTQF (r = - 441) e) EIQF and MTQF (r = - 0,572) f) EIQF and 30SS (r = - 0,493); g) EIF and MIVC (r = - 0,409); h) MTQF and MIVC (r = 0,509). By the results obtained in this research, we verified that MQ seems to be an important indicative of the functional capacity of the older individual, as we verified a significant association with both functional tests. Meanwhile, the MT did not present the same results.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/87669
Arquivos Descrição Formato
000911767.pdf (868.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.