Repositório Digital

A- A A+

Morphology of the immatures and biology of Chinavia longicorialis (Breddin) (Hemiptera : Pentatomidae)

.

Morphology of the immatures and biology of Chinavia longicorialis (Breddin) (Hemiptera : Pentatomidae)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Morphology of the immatures and biology of Chinavia longicorialis (Breddin) (Hemiptera : Pentatomidae)
Outro título Morfologia dos Estágios Imaturos e Biologia de Chinavia longicorialis (Breddin) (Hemiptera: Pentatomidae)
Autor Matesco, Viviana Cauduro
Schwertner, Cristiano Feldens
Grazia, Jocelia
Resumo Chinavia longicorialis (Breddin) é encontrada apenas no Brasil, Argentina e Uruguai, sobre plantas hospedeiras de pelo menos três famílias diferentes. Adultos e ninfas dessa espécie foram coletados no Parque Estadual do Espinilho (Barra do Quaraí, RS) e na região da Serra do Sudeste (Canguçu e Caçapava do Sul, RS) e mantidos sob condições controladas (24 ± 1°C; UR 70 ± 10%; 12hL:12hE), alimentados com vagens verdes de feijão (Phaseolus vulgaris L.). Os ovos e as ninfas de primeiro ínstar de C. longicorialis são muito semelhantes àqueles das demais espécies de Chinavia; porém apresentando manchas alaranjadas na margem lateral dos segmentos torácicos. As manchas abdominais, a partir do terceiro ínstar, são nitidamente divididas pelas pseudo-suturas do abdome, o que constitui caráter diagnóstico para C. longicorialis. Ninfas do terceiro ao quinto ínstar apresentaram formas claras e escuras. Não foi observada sobreposição nas medidas de largura da cabeça entre diferentes estádios. O número de ovos por postura mais freqüente foi 14; sugere-se a adoção da moda como melhor estimativa para o tamanho das posturas em Pentatomidae. A duração média da fase imatura (ovo a adulto) foi de 39,4 ± 3,20 dias. A alta mortalidade do segundo ao quinto ínstar (82,4%) e a ausência de desempenho reprodutivo nos adultos da segunda geração de laboratório indicam que vagens de feijão constituem alimento inadequado para a sobrevivência e reprodução de C. longicorialis.
Abstract Chinavia longicorialis (Breddin) is recorded only in Brazil, Argentina and Uruguay on host plants of at least three different families. Adults and nymphs were reared under standard controlled conditions (24 ± 1°C; 70 ± 10% RH; 12hL:12hD), and fed on green beans (Phaseolus vulgaris L.). Eggs and fi rst instars of C. longicorialis are very similar to those of other species of Chinavia; however, the presence of orange maculae at the thoracic pleura is exclusive of fi rst instars of C. longicorialis. Third to fi fth instars have abdominal maculae divided by pseudo-sutures, a diagnostic feature of C. longicorialis nymphs. Light and dark morphs were observed for third, fourth and fi fth instars. Head width measurements did not overlap between consecutive instars. The most frequent size of an egg clutch was 14; we suggest the adoption of the mode as the best and useful estimate of the egg clutch size for Pentatomidae. Average duration of the immature stages (egg to adult) was 39.4 ± 3.20 days. The high mortality observed from second to fi fth instar (82.4%) and the lack of reproduction of the second generation indicate that green beans are unsuitable to proper development and reproduction of C. longicorialis by itself.
Contido em Neotropical entomology. Londrina, PR. Vol. 38, n. 1 (Jan./Fev. 2009), p. 74-82
Assunto Chinavia
Estágios imaturos
Morfologia animal
[en] developmental time
[en] egg
[en] Green stink bug
[en] mortality
[en] nymph
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/87731
Arquivos Descrição Formato
000773005.pdf (254.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.