Repositório Digital

A- A A+

Possibilidade e limites da bicicleta na educação física escolar

.

Possibilidade e limites da bicicleta na educação física escolar

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Possibilidade e limites da bicicleta na educação física escolar
Autor Ransolin, Cristiano
Orientador Bossle, Fabiano
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Licenciatura.
Assunto Bicicleta
Ciclismo
Educação física escolar
Resumo O presente trabalho de conclusão de Curso trata das possibilidades e limites da bicicleta, ou dos conhecimentos sobre ela na educação física escolar. A prática do ciclismo na cidade de Porto Alegre - seja como lazer, esporte, meio de transporte, trabalho, entre outras – têm crescido nos últimos anos, isso é perceptível na medida em que ciclovias estão sendo criadas e executadas, foi implantado o serviço de aluguel de bicicletas na cidade, além de espaços e eventos relacionados à bicicleta. A bicicleta tem ocupado mais espaço e ganhado visibilidade, cada vez mais as pessoas estão utilizando-a nas ruas. Porém, nem todos se comportam adequadamente ou utilizam equipamentos de segurança e, dessa maneira, colocam- se em risco. Onde então poderiam ser trabalhas essas questões de segurança? Não seria a escola um espaço adequado? A educação física poderia contemplar esse “conteúdo” tendo em vista que a bicicleta faz parte da cultura corporal dos portoalegrenses? A educação física tem passado por transformações desde a década de 1980, novas concepções passaram a criticar a esportivização na disciplina escolar e sugerir novas abordagens pedagógicas na educação física. No entanto ainda não há um consenso com relação aos conteúdos que devem ser desenvolvidos na escola, o que abre espaço para outros conteúdos e práticas que sejam relevantes no contexto da escola ou da cidade. Então por que não inserir a bicicleta nesse espaço? O ciclismo, ou a bicicleta, tem sido pouco discutido na educação física, seja nos currículos de formação, seja na escola. Todavia é uma prática tão popular quanto o futebol. Tendo em vista a expressão do ciclismo em Porto Alegre foram realizadas entrevistas semiestruturadas com os professores orientadores de estágio da Escola de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul para discutir as possibilidades de se tratar da bicicleta como conteúdo da educação física escolar. As entrevistas foram estruturadas em 3 blocos: a bicicleta em Porto Alegre, os saberes e conteúdos privilegiados na educação física escolar, e a bicicleta como possibilidade na escola. As entrevistas demonstraram que a bicicleta é um possível conteúdo da educação física escolar assim como outras práticas não contempladas pelo currículo. O importante é saber as necessidades dos alunos e saber como contemplar determinado conteúdo. Questões relativas ao comportamento e à segurança, além da promoção de saúde e autonomia promovidas, são formas sugeridas para tal.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/87783
Arquivos Descrição Formato
000911876.pdf (491.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.