Repositório Digital

A- A A+

Práticas de gestão de pessoas em pequenas empresas familiares : um estudo no setor de engenharia civil em Porto Alegre

.

Práticas de gestão de pessoas em pequenas empresas familiares : um estudo no setor de engenharia civil em Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Práticas de gestão de pessoas em pequenas empresas familiares : um estudo no setor de engenharia civil em Porto Alegre
Autor Zuanazzi, Laura Tonon
Orientador Antonello, Cláudia Simone
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Administração.
Assunto Empresas familiares
Gestão de pessoas
Pequenas empresas
[en] Human resources
[en] People evaluation
[en] People management
[en] Small and familiarly business
Resumo O contexto do mercado atual, economicamente competitivo, exige das organizações serviços e produtos diferenciados e de alta qualidade. Estudos comprovam que esse sucesso pode apenas ser alcançado através do desenvolvimento do bem mais valioso das empresas: o capital humano. Ainda que grandes organizações já estejam atentando-se a esse aspecto, torna-se necessário também às pequenas empresas e às pequenas empresas familiares a criação de um planejamento de gestão de pessoas estruturado e eficaz. Por haver pouca literatura sobre gestão de pessoas em pequenas empresas familiares, o presente estudo objetivou ater-se a pesquisar cinco organizações de dito perfil, utilizando-se de uma pesquisa exploratória qualitativa a fim de identificar as práticas de gestão de pessoas realizadas pelas mesmas, bem como quais as principais facilidades e dificuldades encontradas pelos proprietários na execução destas ações. Realizou-se ainda a aplicação de um questionário com 80 profissionais atuantes em pequenas empresas familiares a fim de aprimorar e complementar os resultados obtidos. As respostas ressaltam que as pequenas empresas familiares pesquisadas não apresentam processos de gestão de pessoas estruturados e formalizados. Ainda, evidencia-se que a maior dificuldade encontrada nessas empresas é a de avaliar o desempenho dos seus colaboradores. Os proprietários ressaltam que nunca foram instruídos para essas atividades e que não dispõem de indicadores 100% confiáveis. Por parte dos funcionários foi ressaltada a satisfação dos mesmos em relação ao aspecto familiar das empresas, que os faz sentir como parte das famílias proprietárias. Como fator negativo destacado pelos colaboradores, destacam-se as diversas práticas informais norteadas pelos proprietários, possibilitando aos funcionários constatarem que os processos são conduzidos mais por intimidade do que por meritocracia. Por fim foram realizadas sugestões de melhorias às empresas participantes do estudo a fim de auxiliá-las a aprimorar a gestão de seus capitais humanos e torná-las ainda mais prósperas e rentáveis.
Abstract The context of the current market, economically competitive, requires that organizations differentiate their products and services. Studies show that success can only be achieved by developing the most valuable asset of the companies: the human capital. While large organizations are already paying attention to this aspect, it is also necessary that small companies and small family companies have in mind the importance of creating a plan for manage their employees in a structured and effective way. Because of the little literature about human resources in small family companies, this paper aimed to study five organizations with those characteristics, using a qualitative exploratory research to identify their current HR practices, and also to verify what are the main difficulties encountered by owners when implementing these actions. In order to complement the study questionnaire were applied in 80 professionals that work in small family businesses. The results showed that the small family businesses researched did not have structured people management processes. Still, it is evident that the biggest difficulty in these companies is to evaluate the performance of its employees. The owners stress that they were never instructed to develop these activities and that the metrics inside the company are not 100% reliable. By the employees was emphasized their satisfaction over the family aspect of the business, which makes them sometimes feel like part of the families. The negative point said by the employees, were about the informal HR practices inside the company, making them sometimes believe that processes are conducted more by intimacy than meritocracy. In the end were made some suggestions in order to help the researched companies to improve their HR practices and make them even more successful and profitable.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/87844
Arquivos Descrição Formato
000910599.pdf (1.190Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.