Repositório Digital

A- A A+

Políticas públicas de saneamento básico : uma análise do déficit na infraestrutura e na prestação do serviço de esgotamento sanitário nos municípios de Aratiba, Garruchos, Muitos Capões, Pinhal da Serra e Triunfo

.

Políticas públicas de saneamento básico : uma análise do déficit na infraestrutura e na prestação do serviço de esgotamento sanitário nos municípios de Aratiba, Garruchos, Muitos Capões, Pinhal da Serra e Triunfo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Políticas públicas de saneamento básico : uma análise do déficit na infraestrutura e na prestação do serviço de esgotamento sanitário nos municípios de Aratiba, Garruchos, Muitos Capões, Pinhal da Serra e Triunfo
Autor Bilessimo, Lucas Burigo
Orientador Demarco, Diogo Joel
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Administração.
Assunto Estratégia organizacional
Planejamento estratégico
Resumo A análise de dados e pesquisas sobre saneamento básico no Brasil denuncia a existência de graves deficiências relativas ao esgotamento sanitário, o que expõe a população a uma situação insalubre e degradante, longe de ser considerada adequada à vida humana e ambientalmente sustentável. A constatação de que tal dificuldade não é exclusiva de determinada região ou estado, e tampouco está vinculada somente a municípios pobres, faz surgir um questionamento sobre quais as razões para a existência do referido problema. Dessa forma, este trabalho tem como tema principal investigar o motivo do alto déficit na infraestrutura e na prestação do serviço de esgotamento sanitário pelo poder público, e entender porque um assunto tão relevante para a vida humana e para o meio ambiente permanece como uma demanda recorrente na agenda de políticas públicas na maioria dos municípios brasileiros. Tendo em vista a limitação de tempo e a extensão geográfica do país, optou-se por delimitar o estudo à análise dos casos específicos dos cinco municípios gaúchos que, mesmo liderando o ranking do PIB per capita de 2010 no estado do Rio Grande do Sul, possuem um índice insatisfatório no que tange à infraestrutura e à prestação do serviço de esgotamento sanitário, quais sejam: Aratiba, Garruchos, Muitos Capões, Pinhal da Serra e Triunfo. Para tal foi realizado um estudo exploratório de abordagem qualitativa envolvendo a coleta de dados acerca do tema, consulta à produção científica relativa ao assunto, realização de entrevistas semiestruturadas com representantes das prefeituras, além de visita presencial às cidades. Os resultados obtidos indicam que a existência de um histórico de baixos investimentos no setor de saneamento, a falta de vontade política e de pressão popular no sentido de buscar melhorias, bem como a existência de problemas com a elaboração de alternativas, com o planejamento e com a implementação de políticas públicas, são os principais motivos para que a situação do esgotamento sanitário seja tão precária no país.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/87877
Arquivos Descrição Formato
000911182.pdf (757.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.