Repositório Digital

A- A A+

Os contos de Belazarte : um narrador e um projeto estético

.

Os contos de Belazarte : um narrador e um projeto estético

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Os contos de Belazarte : um narrador e um projeto estético
Autor Cardoso, Gabriela Mattos
Orientador Sanseverino, Antônio Marcos Vieira
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Andrade, Mário de 1893-1945. Os contos de Belazarte
Conto
Crítica literária
Estética literária
Literatura brasileira
[en] Narrator
Resumo Neste trabalho estudamos o livro Os Contos de Belazarte, de Mário de Andrade, publicado em 1934. Nosso primeiro passo foi mostrar o descompasso entre o narrador e o que ele narra. Para isso, iniciamos na origem do narrador (primeiro nas histórias de Pedro Malasartes, depois nas Crônicas de Malazarte, textos do próprio Mário publicados na revista América Brasileira), baseado na tradição oral de contar histórias. Depois, tornou-se importante trabalhar com a história de São Paulo, intrincada na narrativa. Isso foi possível com o estudo da imigração e da tradição italianas da cidade, bem como da modernização, que aparece com inúmeras incoerências e é forjada, principalmente, no trabalho das pessoas do subúrbio. Analisamos também o conjunto da obra: desde as escritas e reescritas do texto até o mapeamento das mudanças de uma edição para outra. Nosso objetivo foi analisar a intenção de conjunto e de organização dos contos, o posicionamento do narrador, as escolhas narrativas, a organização dos contos, enfim, o que faz do livro um projeto estético. Por último, comparamos o conto “Piá não sofre? Sofre.” com outros que seguiam o mesmo tema: o universo infantil. A ideia foi traçar uma linha comparativa entre soluções de representação da infância e de desenvolvimento de narradores de outros contos com a mesma temática de autores como Machado de Assis, Alcântara Machado, Guimarães Rosa e do próprio Mário de Andrade.
Abstract In this dissertation we study the book Os Contos de Belazarte, written by Mário de Andrade, published in 1934. Our first step was to show the gap between the narrator himself and what he narrates. Having that in mind, we start at the origin of the narrator (in the first stories of Pedro Malasartes and after that in the chronicles entitled Crônicas de Malazarte, Mario's own texts published in the magazine “América Brasileira”), based on the oral tradition of storytelling. Then it became important to explore the history of São Paulo, tangled in the narrative. We did it through the study of Italian immigration and tradition of the city, as well as the modernization which appears with numerous inconsistencies and is primarily forged in the work of the people from the suburbs. We also analyzed the whole work: from the written and rewritten text to mapping the changes from one edition to another. Our aim was to analyze the intention of both the tales’ set and organization, the position of the narrator, narrative choices, the organization of the stories, and at last, what makes the book an aesthetic project. Finally, we compare the tale "Piá não sofre? Sofre.” with others that had the same theme: the universe of childhood. The idea was to draw a comparative line between solutions to the representation of childhood and the development of other tales’ narrators from other texts which had the same theme by authors such as Machado de Assis, Alcântara Machado, Guimarães Rosa and Mário de Andrade.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/88316
Arquivos Descrição Formato
000911468.pdf (459.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.